Postado em: 02/02/2013 14:00:00

Fim da era Zé do Gol no Criciúma

Atacante despediu-se em entrevista coletiva na tarde deste sábado

Foi uma despedida discreta para quem sagrou-se o maior artilheiro da história da Série B do Campeonato Brasileiro. Zé Carlos contou detalhes da sua saída do Criciúma em entrevista coletiva que começou às 13h35min deste sábado, na sala de imprensa do estádio Heriberto Hülse.

"Espero um dia voltar a vestir a camisa do Criciúma. A proposta da China foi muito boa financeiramente, e precisei pensar no meu futuro", disse o jogador. Zé afirmou que no Criciúma reencontrou a alegria de jogar e desempenhou seu melhor futebol no Tigre.

O artilheiro garante que deixa o Tigre em paz com todos, sem quaisquer inimigos nem inimizades. Tanto que fez questão, ontem, de telefonar para o zagueiro André Paulino, da Chapecoense, e pedir desculpas pela cusparada desferida no jogo de quarta-feira. "Eu saio pela porta da frente. Triste, pois gostaria de continuar aqui, ganhar o Campeonato Catarinense, jogar a Série A, mas tenho que levantar a cabeça e pensar no meu futuro e da minha família".

Questionado sobre a reação do Criciúma à proposta dos chineses, o atacante demonstrou certo desgosto por não ter recebido uma contraproposta. "Eu não fui procurado por ninguém do Criciúma, a diretoria apenas me deixou livre para pensar e decidir. Ninguém me fez proposta para ficar não".

Confira toda a transcrição da entrevista na conta da Rádio Eldorado no Twitter clicando aqui.

Fonte: Esporte / Rádio Eldorado - Foto: Mateus Mastella / Portal Clicatribuna