Notícias em destaque

  O que pode, e o que não pode pela matriz de risco potencial durante a Pandemia

commentJornalismo access_time27/10/2020 15:30

Direção da Amrec organizou um documento reunindo as últimas versões dos decretos e portarias do Governo

Conselho Técnico define data de início e fórmula de disputa da Copa Santa Catarina

commentEsporte access_time27/10/2020 07:30

O campeão ganha uma vaga para a Copa do Brasil de 2021

Tigre empata em 0 a 0 com o São Bento

commentCriciúma EC access_time26/10/2020 20:00

Com a igualdade, o Criciúma retornou ao G-4

O SILÊNCIO QUE GRITA E ECOA

Texto de Willi Backes

comment Jornalismo access_time18/10/2020 - 05:03

Reportagem: Redação Eldorado

Apesar do silêncio, é perceptível que após eleição e posse para reposição da Více Presidência Administrativa no executivo do Criciúma Esporte Clube, com inserção do advogado Alexandre de Farias no cargo, as laranjas começam a se acomodar no cesto. Começam.

O Presidente Jaime Dal Farra, é empresário apaixonado torcedor e também apaixonado negociante. O cargo presidencial no Criciúma EC é uma frigideira sob fogo brando ou intenso, conforme os resultados conquistados ou não dentro das quatro linhas.
Dependendo do grau emotivo do Presidente, quando do adverso, as reações são brados, cotoveladas, ou, silêncio sepulcral. A figura, ideais e mãos moderadoras, tornam-se presenças imprescindíveis.

O PASSADO E O PRESENTE QUE CONDENAM.
O jornalismo esportivo da Rede Globo e Sport TV desinformam e contrariam a informação correta. Foi assim no passado e é no presente. Quando das transmissões das competições de futsal, o time da Malwee era chamado de Jaraguá. A Kyocera Arena do Atlético Paranaense era chamado de Estádio da Baixada.

Agora, na Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol, o time de Bragança Paulista, segundo o regulamento e tabela de jogos da CBF, é o participante denominado Red Bull Bragantino. Os desinformadores insistem em chamar de Bragantino.
A exceção é quando o alvo editorial é a Neo Química Arena do paulista Corinthians, popularmente conhecido por Itaquerão. Porque será?
A ação mercadológica “naming rights” que busca gestão de receita administrativa, usual no mundo dos inúmeros desportos, é lícito e racional.
O que fariam esses reprodutores da desinformação se transmitissem jogo do BAYERN no seu estádio ALLIANZ Arena, em Munique na Alemanha?

MARKETING PURO.
As corridas da Formula 1 é a maior ação de marketing institucional e promocional mercadológica no planeta. Ação circulante nos 4 pontos cardeais com promoção mundial. Os pilotos passam e se estabelecem em vaga memória, as marcas ficam.
Quem já não ouviu e ouve as citações das marcas e que as tornam tão populares: Ferrari, Haas, Alfa Romeo, McLaren, Renault, Mercedes, Honda, Red Bul Honda, Willians, assim por diante. A exibição e desempenho às tornam produtos admirados e desejados para o consumo, ou apenas para leves carícias.

content_copyAssuntos relacionados

Mais notícias de Jornalismo

  O que pode, e o que não pode pela matriz de risco potencial durante a Pandemia

commentJornalismo access_time27/10/2020 15:30

Direção da Amrec organizou um documento reunindo as últimas versões dos decretos e portarias do Governo

  O primeiro recado da nova governadora

commentJornalismo access_time27/10/2020 15:10

Daniela Reinehr fala em evitar ruptura

  Bairro da Juventude precisa de computadores e celulares

commentJornalismo access_time27/10/2020 15:00

Alunos carentes necessitam desses equipamentos para realizar as atividades escolares de forma remota

  Vacinação contra Poliomielite na Praça Nereu Ramos

commentJornalismo access_time27/10/2020 14:40

71% das crianças de Criciúma já foram vacinadas

  Produtos que auxiliam no bronze para verão

commentJornalismo access_time27/10/2020 11:40

A farmacêutica Felice Shnack da Farmácia Manipulatus explicou sobre o assunto