Notícias em destaque

Nesta segunda-feira em Criciúma tem debate

commentJornalismo access_time20/09/2020 08:33

Candidatos a prefeito de Criciúma participam de debate às 7h30min

Dois jogos do Campeonato Brasileiro Série C têm datas e horários alterados

commentEsporte access_time21/09/2020 07:30

Tigre teve confronto contra o Brusque adiado em um dia

Tigre perde em Erechim por 2 a 0

commentCriciúma EC access_time20/09/2020 18:05

Além da derrota, o Time Carvoeiro perdeu a invencibilidade na Série C

Diálogo possível entre rivais políticos: Trump e Biden

access_time02/04/2020 - 11:05

A equipe de assesssores de Joe Biden está preparando um telefonema para o presidente Trump.
Em tempos de crise,, rivais políticos nos EUA, democratas e republicanos, deixam suas bandeiras de lado e se aliam.
Ocorreu assim durante a recuperação do furacão Katrina.
Bush, pai, e Bill Clinton saíram em campanha de fundos para reerguer Nova Orleans.
Agora, o momento de combate ao coronavírus abre a possibilidade inédita de uma linha direta entre o possível rival de Trump, Joe Biden, e o presidente norte-americano.
A iniciativa mostra que os líderes estão trabalhando acima dos interesses políticos partidários e de interesses pessoais.


Irã admite erro por atingir avião ucraniano

 personAndré Abreu
access_time11/01/2020 - 15:09

Em meio a pressão internacional, o Irã admitiu neste sábado (11) que seus militares "sem intenção" atiraram um míssil em um avião ucraniano devido a erro humano.

O avião da Ukraine International Airlines havia sobrevoado próximo a uma área militar quando foi derrubado, declararam em comunicado na TV iraniana as Forças Armadas do Irã

As autoridades iranianas haviam inicialmente negado ter abatido a aeronave. O pedido de desculpas do Irã acontece após pressão de vários países, como Estados Unidos e Canadá, com um número grande de vítimas. Os líderes dos referidos países disseram que tinham provas de que um míssil provocou a queda.

O avião, em rota para Kiev na Ucrânia, carregava 167 passageiros e nove tripulantes de vários países, incluindo 82 iranianos, 57 canadenses e 11 ucranianos, de segundo informações oficiais.

Os investigadores iranianos declararam que a caixa-preta seria enviada para a França para análise. A França foi escolhida como parte neutra depois que foi determinado que o Irã não tem a tecnologia necessária e o Canadá, a França e os EUA decidiram não enviar equipamentos para o país.

Entrevista com Sra. Jennifer Denhard, responsável pela Seção de Vistos dos EUA em Porto Alegre

 personAndré Abreu
access_time09/01/2020 - 17:07

Na entrevista a responsável pelo Setor de Vistos do Consulado dos EUA em Porto Alegre fala sobre o processo de solicitação de vistos norte-americanos.

Ela responde perguntas e trata sobre o passo a passo da solicitação de visto, que segue abaixo:

Primeiro passo: preencher o formulário DS-160 no site https://ceac.state.gov/genniv/com informações pessoais. Está em inglês mas tradução aparece quando colocar o mouse sobre as frases.

Segundo passo: fazer o agendamento da entrevista, escolher método de entrega do passaporte e pagar as taxas no site https://ais.usvisa-info.com/pt-br/niv

Terceiro passo: ir ao consulado na data e horário agendado para a entrevista levando o passaporte válido, a folha de confirmação do formulário DS-160 e uma foto impressa (5x5 ou 5x7) com fundo branco, sem óculos, e documentação adicional.

Quarto passo: retirada do passaporte. Após a aprovação do visto, o passaporte fica pronto para retirada em um prazo de 07 (sete) a 10 (dez) dias úteis a partir da data da entrevista. Quando passaporte estiver pronto para ser retirado/enviado pelo correio, o solicitante receberá um aviso por email.

Para esclarecer dúvidas, escreva para portoalegreniv@state.gov

General morto pelos EUA era tido como herói no Irã

 personAndré Abreu
access_time03/01/2020 - 10:14

Morto em um ataque calculado americano nesta sexta-feira (03/01) em Bagdá, Qassim Soleimani era considerado por muitos como a segunda pessoa mais poderosa do Irã, atrás apenas do líder supremo Ali Khamenei, e, provavelmente, à frente do presidente Hassan Rohani.

O comandante era líder da poderosa Força Quds da Guarda Revolucionária iraniana, unidade de elite responsável pelo serviço de inteligência e por conduzir operações militares secretas no exterior.

A Força Quds apoia, por exemplo, grupos que atuam à margem do Estado em muitos países do Oriente Médio, como o Hisbolá libanês, o Hamas e a Jihad Islâmica Palestina na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, os Houthis no Iêmen e milícias xiitas no Iraque, Síria e Afeganistão.

"Soleimani é o agente mais poderoso do Oriente Médio hoje, e ninguém nunca ouviu falar dele", disse um ex-agente da CIA (a agência de inteligência americana) no Iraque à revista New Yorker em 2013.

Para o Irã, a morte de Soleimani representa a perda de um ícone cultural, que simbolizava o orgulho nacional e a resiliência enquanto o país enfrentava os EUA e suas sanções.

Embora tenha tido o cuidado de evitar envolver-se publicamente na política, a figura de Soleimani ganhou com os anos importância perante as forças americanas e israelenses, que atribuem a ele os vários ataques por procuração iranianos no Oriente Médio.

*Com colaboração da DW Brasil e agências internacionais.

Espanha: fim da incerteza política

 personAndré Abreu
access_time02/01/2020 - 21:54

O primeiro-ministro interino da Espanha Pedro Sanchez, economista de 47 anos, conseguiu o apoio dos deputados da Catalunha para formar o governo.
É o fim de um impasse que dura quase um ano.
O país teve duas eleições inconclusivas no ano passado. Em novembro o Partido Socialista de Sanchez ganhou a maioria dos votos, mas não obteve as 176 cadeiras para garantir a formação do governo.
Agora o Partido Socialista da Espanha terá o apoio do Podemos de extrema esquerda para que Sanchez continue no cargo e forme seu gabinete.

Avião com 100 passageiros cai no Cazaquistão

 personAndré Abreu
access_time27/12/2019 - 07:21

Um avião comercial com 100 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (27/12) pouco depois de decolar na cidade de Almaty, no Cazaquistão. Pelo menos 12 pessoas morreram.
Pelo menos 12 pessoas morreram na queda de aeronave Fokker-100, informaram autoridades da ex-república soviética. O governo determinou que aviões da companhia permaneçam em terra.
A Bek Air é a primeira companhia aérea de baixo custo do Cazaquistão. Dados oficiais do governo informam que a empresa tem uma frota de sete Fokker-100, um avião de médio alcance de fabricação holandesa. É o mesmo modelo de aeronave do desastre do voo TAM 402 em 1996, deixando 99 mortos em São Paulo. O voo da TAM decolou de Congonhas para o Rio e caiu 24 segundos depois.

Câmara aprova impeachment de Trump

 personAndré Abreu
access_time19/12/2019 - 02:56

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou na noite desta quarta-feira (18/12) o impeachment do presidente Donald Trump. Ele é acusado de abuso de poder e obstrução dos poderes investigativos do Congresso.
A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, sinaliza que deve segurar o processo na Casa até definição do trâmite no Senado de maioria republicana.

Carteira de habilitação para indocumentados em NY

 personAndré Abreu
access_time16/12/2019 - 08:56

Passa a vigorar a partir de hoje (16) lei sancionada pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo, que permitirá que imigrantes indocumentados obtenham carteira de habilitação. O estado passa a ser o 13º a autorizar o documento.
Os estados que já emitem a carteira de motorista aos imigrantes indocumentados são: Califórnia, Colorado, Connecticut, Delaware, Havaí, Illinois, Maryland, Nevada, Novo México, Utah, Vermont e o estado de Washington.
A nova lei garante a carteira de motorista a imigrantes indocumentados, mas com modelo diferente do oficial, por isso não será possível embarcar em voos domésticos com o documento.

Comitê Judiciário ouve casos contra e a favor do impeachment de Trump

 personAndré Abreu
access_time09/12/2019 - 10:49

O Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados dos EUA abre a segunda-feira com audiência sobre o impeachment do presidente Trump. Advogados dos dois lados, Democratas e Republicanos, irão se posicionar sobre o envolvimento de Trump com a Ucrânia. O Comitê de Inteligência apresentará seu relatório ao Comitê Judiciário, em que afirma, através de provas legais, que o presidente colocou interesses pessoais acima do interesse nacional.
Os Democratas alegam que o presidente tentou forçar o presidente ucraniano a investigar o filho do presidenciável Joe Biden, ex-vice-presidente durante os dois mandatos de Obama.
A audiência desta segunda-feira pode ser a última antes que os deputados federais do Comitê Judiciário votem os motivos de impeachment, destaca a cobertura do Washington Post.

Juristas concordam com impeachment de Trump

 personAndré Abreu
access_time05/12/2019 - 09:28

Neve provoca cancelamento de aulas na região de Boston

 personAndré Abreu
access_time03/12/2019 - 09:15

O prefeito de Boston, Martin Walsh, cancelou as aulas nesta terça-feira devido às condições de trânsito em Massachusetts. O estado recebeu sua segunda tempestade de neve que afetou as rodovias com o fenômeno que se chama "black ice", uma camada de gelo se forma sobre a estrada provocando deslizamento de carros.
A tempestade de neve que atingiu o nordeste dos Estados Unidos no fim de semana. Em algumas regiões, meteorologistas esperam um acúmulo de até 60 centímetros no chão.
A temperatura na região era de um grau negativo.
A ouvinte da Eldorado, Samira Clemente, enviou a foto e vídeo durante o Programa João Paulo Messer.

VEJA O VÍDEO ABAIXO:

Longe de casa: Thiago e Jéssica em Londres

 personAndré Abreu
access_time01/12/2019 - 10:26

Morando em Londres desde o início de 2019, ele chegou em abril, ela chegou logo depois, Thiago Vieira e Jéssica Borges dividem o trabalho com os passeios na capital britânica.
"A vida aqui é maravilhosa. Tudo é muito barato, o que dificulta são as distâncias", afirma Thiago.

Ataque em Londres deixa dois mortos

 personAndré Abreu
access_time30/11/2019 - 15:35

Mudança política em Israel

 personAndré Abreu
access_time22/11/2019 - 19:32

Brasil é o 9º país do mundo a enviar estudantes para os Estados Unidos

 personAndré Abreu
access_time18/11/2019 - 19:03

De acordo com o Relatório Open Doors de 2019, o Brasil é o 9º país do mundo a enviar estudantes para os Estados Unidos, aumentando em 9,8%. Esse é o segundo maior aumento percentual de estudantes internacionais de qualquer país do mundo entre os anos letivos terminando em 2018 e 2019. O número total de estudantes estrangeiros nos Estados Unidos aumentou 0,5%, atingindo um recorde de 1.095.299 no ano letivo de 2018-2019.

Por sua vez, o número de estudantes americanos no exterior aumentou 2,7% em 2017-2018 em relação ao ano anterior.

Os Estados Unidos continuam a ser o principal destino de estudantes internacionais no mundo. Houve um crescimento no número de estudantes norte-americanos no Brasil de cerca de 30% para 2.699 de 2017 a 2018.

O encarregado de negócios interino William Popp destacou a importância do estudo internacional para a Missão dos EUA no Brasil - "O intercâmbio educacional entre o Brasil e os Estados Unidos é uma prioridade para nós. Estamos muito satisfeitos em ver aumentar o número de brasileiros que escolhem os Estados Unidos como seu destino de estudo preferido e esperamos que o crescimento em nossos intercâmbios educacionais continue. A parceria forte, segundo comunicado da Embaixada dos Estados Unidos, entre instituições como o EducationUSA, a Fulbright, a CAPES e outras ajudaram a tornar o aumento possível.

Juíza vira ré por ajudar imigrante indocumentado em Massachusetts

 personAndré Abreu
access_time17/11/2019 - 09:44

A juíza da corte de Newton em Massachusetts, Shelley Joseph, está sendo formalmente acusada de ajudar um imigrante indocumentado a enganar a agência de imigração dos EUA (ICE). A promotoria federal de Massachusetts levou o caso adiante e a juíza e um assistente da corte são réus em mais uma batalha entre o poder judiciário do estado de Massachusetts e o governo federal.
A batalha do governo Trump contra as cidades que abrigam imigrantes indocumentados, chamadas de santuários, vem desde os primeiros meses de Trump na Casa Branca.
No caso da juíza, a promotoria a acusa de obstrução de justiça. Se o caso prosseguir, especialistas avisam, que abrirá um importante precedente para a judicialização de casos contra juízes no país.
A juíza recusou um "plea deal", que basicamente a levaria a se considerar culpada e assumir uma pena menor, assim seu caso não iria a julgamento. O caso pode demorar anos.
Alguns juristas norte-americanos consideram que o promotor federal de Massachusetts cruzou impedimentos legais ao colocar uma juíza no banco dos réus.