Notícias em destaque

Criciúma define feriados para 2021

commentJornalismo access_time23/01/2021 16:00

Datas disponíveis no site da prefeitura municipal

Acidente com avião mata quatro jogadores e presidente do Palmas

commentEsporte access_time24/01/2021 12:00

Equipe iria enfrentar o Vila Nova na Copa Verde

  Alexandre Farias é o novo diretor de planejamento estratégico do Tigre

commentCriciúma EC access_time22/01/2021 13:30

Diretor participou nesta sexta-feira, dia 22, do programa Eldorado Debate

Problemas... sempre

access_time05/10/2018 - 12:43

Não tem vida fácil, para o técnico do Criciúma. Mais uma vez, Mazola Jr, tem que descascar o abacaxi, devido à ausência de titulares, por lesão ou por cartões. Por enquanto, o comandante tricolor tem se virado bem. Para o jogo contra o Brasil, na próxima terça-feira, Mazola não terá a dupla de atacantes titulares, Vitor Feijão e Zé Carlos, e ainda o meia, Alex Maranhão. Preocupação maior, sem dúvida, é, em relação à dupla de atacantes, Vitor Feijão e Zé Carlos, pois o elenco não tem substitutos com seu perfil.

Melhores
Os melhores times, hoje, no futebol brasileiro, são, Grêmio e Palmeiras. No meu ponto de vista, um dos dois será campeão brasileiro. Da mesma forma, penso em relação à Libertadores da América. O Grêmio está certinho, e mesmo quando não pode utilizar todos os seus titulares, tem mostrado bom futebol. O Palmeiras tem um elenco que sobra, em relação a outros grandes clubes do Brasil. Aposto no Palmeiras, no Brasileirão, e no Grêmio, na Libertadores.

Próspera
O Time da Raça se prepara a última rodada da primeira fase da série C catarinense, como o favorito para terminar em primeiro lugar no seu grupo. Joga em Orleans, na condição de favorito. Independente de ser o primeiro ou segundo, a verdade é que o Próspera se organizou bem, e já está nas semifinais.

RASANTES

Menos mal, para o técnico do Tigre, que ele terá de volta o lateral direito, Sueliton, e, creio, também do volante, Eduardo, e do meia/atacante, Nícolas.

A bronca maior, será a ausência de Vitor Feijão, para o jogo contra o Brasil, na terça-feira. Ele é fundamental para o esquema tático do técnico, Mazola Jr.

É impressionante a força física de Vitor Feijão. Além de fazer gols, ele corre o tempo todo, marcando e atacando.

Liel, Ronaldo, e Vitor Feijão, além de João Paulo, que está se recuperando de lesão, são jogadores que o Criciúma tem que fazer de tudo, para que fiquem para 2019.

GOL DE PLACA: pegada e o preparo físico dos jogadores do Criciúma, que estão evidentes nesta boa seqüência na série B do Brasileirão.

GOL CONTRA: torcedores do Cruzeiro fizeram foguetório, à noite, em frente ao hotel onde estava o Boca Juniors, em Belo Horizonte, antes do jogo contra o Cruzeiro.


Vida ou morte

 personDante Bragatto Neto
access_time01/03/2018 - 14:23

Pelas circunstâncias, o Criciúma não pode ir para Concórdia, para jogar no sábado, no “meio-termo”. O jogo é para ser encarado com o objetivo único de vencer. Com pressão, ou sem pressão, esta é a mais pura verdade. Como já disse o próprio Argel Fucks, técnico tricolor, o campeonato do Criciúma, hoje, é contra os times da parte de baixo da classificação, e o Concórdia está nesta lista. Ganhando do Concórdia, é um adversário que fica para trás. Por outro lado, se eles vencerem, estarão aumentando a sua vantagem.

Disposição tática
Este jogo contra o Concórdia, pela necessidade de vitória do Tigre, obriga a jogar de uma forma, cujo objetivo seja atacar o adversário. É claro que isso não significa se desguarnecer defensivamente. Até porque, sabemos muito bem que o time do Criciúma tem deficiências, tem suas limitações, e é preciso cuidados. Eu não posso afirmar que um empate seja de todo ruim, mas a situação está a exigir três pontos. Jogo para não perder, mas jogando pela vitória.

Série B logo ali
Claro que o negócio, agora, é pensar no campeonato catarinense, e trabalhar duro para tirar o time dessa situação terrível, na classificação, mas o trabalho também tem que acontecer, no sentido de arrumar o time, para a disputa do campeonato brasileiro, afinal de contas, no mês que vem, já tem a estréia em Goiânia, contra o Atlético.

RASANTES

Argel Fucks é um técnico de guerra, e isto é bom, pois, em Concórdia, certamente eles estão trabalhando o jogo de sábado, neste clima.

No Concórdia, eles sabem que uma derrota para o Criciúma, pode custar caríssimo. Então, será, sim, um jogo guerreado, no sábado.

Altair Salvador, o Kuki, foi homenageado pela Câmara de Vereadores do Balneário Rincão, pelos 25 anos do campeonato de futebol suíço da zona sul.

GOL DE PLACA: Chapecoense, que recebeu, na França, o prêmio de melhor Momento Esportivo do Ano, o Oscar do Esporte, escolhido pelo voto popular.

GOL CONTRA: um jogo da grandeza de Flamengo e River Plate, na Libertadores, com estádio fechado para o público, totalmente vazio, é muito triste.

Batalha

 personDante Bragatto Neto
access_time28/02/2018 - 14:27

O técnico, Argel Fucks, sabe muito bem, que tipo de confronto, será o de sábado, em Concórdia. Certamente será o futebol da força, da chegada forte, da determinação ao máximo. É o tal jogo “de seis pontos”, pois se trata de confronto direto, para escapar da parte de baixo da classificação. O Concórdia está se preparando para jogar uma decisão. Eles sabem muito bem, que, perdendo, ficam próximos do rebaixamento. E, claro que, o Criciúma, muito mais. Então, o jogo de sábado, no oeste, é para macho, para quem não tem medo de cara feia.

Dedo do Argel
Assim como já está sendo, no campo da busca pelos reforços, também já será, no jogo de sábado, em Concórdia, ou seja, com o dedo do técnico, Argel Fucks. Contra o Figueirense, ele não teve tempo para fazer nada. Agora já será diferente, pois ele está tendo tempo para treinar, conhecer um pouco mais do perfil e das condições de cada jogador, e já buscando situações diferentes, para suprir as deficiências e emergências.

Próspera
O Time da Raça se mobiliza para retornar ao futebol profissional, este ano. Pagas as dívidas junto à CBF e FCF, fica um pouco mais fácil viabilizar esta condição. No entanto, falta muita coisa, ainda, para obter a mínima estrutura necessária. O que não pode acontecer, é endividar o clube, e ter que parar de novo, no próximo ano.

RASANTES

O Próspera tem que fazer uma ampla reforma no estádio Mário Balsini, para poder jogar a série C catarinense. Vai precisar de ajuda para isso.

Para a reforma do estádio prosperano, a prefeitura teria que se aliar à esta causa, além dos empresários mais “abastados” da grande Próspera.

Segundo o comando do Time da Raça, com trinta mil mensais, daria para o Próspera disputar a série C estadual. Claro que, nessa situação, com um time bem modesto.

Tenho dúvidas, se o Próspera vai mesmo, desta vez, realizar o seu sonho de voltar ao futebol profissional. Mas torço para isso, e acho que faria bem à cidade.

No giro pelo oeste do Estado, o Criciúma pode até perder para a Chapecoense, que é favorita, mas tem que vencer o Concórdia, de qualquer maneira.

GOL DE PLACA: o desejo e o trabalho dos prosperanos, apesar de tantas dificuldades, de fazer o Time da Raça retornar ao futebol profissional.

GOL CONTRA: pretensão do comando da CBF, de levar para a Copa da Rússia, dirigentes de todas as federações estaduais, tudo free, em mais uma farra brasileira.

Sua majestade, farinha!

 personDante Bragatto Neto
access_time27/02/2018 - 15:37

Advogado, Alexandre Farias, multicampeão, como diretor do departamento de tênis do Mampituba, hoje presidente da Federação Catarinense de Tênis, é o grande, e único responsável, por trazer, pelo segundo ano consecutivo, o Banana Bowl, maior torneio de tênis, categoria 18 anos, da América Latina, e um dos maiores torneios do mundo, para a cidade de Criciúma. Não é a toa, que o popular, Farinha, foi ovacionado pelo público, na cerimônia de premiação, no sábado, no clube.

Os campeões
Nas decisões de simples, feminina e masculina, no Banana Bowl, a colombiana, Maria Camila Osorio Serrano, e o argentino, Sebastian Baez, não tiveram muito trabalho para vencer os norte-americanos, Alexa Noel, e Tristan Boyer, com a presença de grande público, lotando a arquibancada.

Reforços para o Tigre
Técnico, Argel Fucks, deixou claro, ontem, na rádio Eldorado, que gostaria de ter o lateral direito, Sueliton, e o atacante, Zé Carlos, de volta ao estádio Heriberto Hülse. Sueliton é reserva no Mirassol (SP), e Zé Carlos, foi oferecido pelo Paraná.

RASANTES

O Time da Raça se organiza para voltar ao futebol profissional. Na tarde de ontem, estive na coletiva de apresentação da diretoria, no estádio Mário Balsini.

O EC Próspera não deve mais à FCF e CBF. Falta cumprir o caderno de obrigações, como colocar o estádio Mário Balsini em ordem, para jogar a série C do estadual.

GOL DE PLACA: Alexandre Farias, presidente da Federação Catarinense de Tênis, que trouxe, mais uma vez, o Banana Bowl de Tênis, para a cidade.

GOL CONTRA: fissura no pé de Neymar, tira o craque brasileiro do PSG, do jogo decisivo contra o Real Madrid, na Liga dos Campeões.

Hoje é Copa do Brasil

 personDante Bragatto Neto
access_time21/02/2018 - 14:51

Em meio a incertezas, em relação a quem pode, ou não jogar, o Tigre volta a campo, hoje à noite, para enfrentar os paranaenses do Cianorte, pela segunda fase da Copa do Brasil. Vale muito. Vale a classificação para a terceira fase do torneio, que o Tigre foi campeão, em 1991, e vale quase um milhão e meio de reais de prêmio. Voltam os atacantes, João Paulo e Mailson. Há dúvida se Douglas Moreira joga, sentindo uma pancada no dorso do pé. E Andrew não poderá jogar, ainda sentindo dores, devido ao choque que sofreu com o goleiro do Hercílio Luz, no domingo, em Tubarão.

Alô torcedor!
Muito importante a presença do torcedor, no Heriberto Hülse, hoje. Nós sabemos da força que o Tigre ganha, quando o torcedor tricolor comparece em grande número, determinado a jogar com o time. Tem promoções para sócios e não sócios. Quem é sócio pode comprar até dois ingressos a vinte reais, cada, desde que, com cinco apostas na Timemania, com o Criciúma, como Time do Coração. Já, os não sócios, com as cinco apostas, pagam trinta reais pelo ingresso.

Dificuldades
Devem ser grandes para o Tigre, no jogo de hoje. O Cianorte ainda não perdeu este ano, e vem mais descansado, já que não se classificou para as semifinais e finais do primeiro turno do estadual paranaense. E o Criciúma, nós sabemos, vive uma fase de tensão e pressão, na zona de rebaixamento do estadual.

RASANTES

No estúdio da rádio Eldorado, matamos a saudade do grande locutor, Antonio Rosa, que hoje reside em Araranguá. Ele participou do programa, Café da Tarde.

Não é o que o torcedor quer, mas as promoções para sócios e não sócios, para hoje, são boas, custando, no total, 30 e 40 reais, o ingresso, respectivamente.

Porquê a promoção casada com a Timemania? Porque o clube precisa subir no ranking desta loteria. Quanto mais o Criciúma aparecer, mais arrecada.

GOL DE PLACA: na chamada do jogo de hoje, Criciúma e Cianorte, a rádio Eldorado presta homenagem à Barra Os Tigres, e à Guerrilha Jovem.

GOL CONTRA: histórico negativo de prisões de jogadores de futebol, ex-jogadores, e outros desportistas, por falta de pagamento de pensão alimentícia.

Tudo no segundo turno

 personDante Bragatto Neto
access_time20/02/2018 - 15:13

O primeiro turno foi para o espaço. O que o Tigre tem que fazer agora, é pensar no segundo turno, com o objetivo de sair da parte de baixo da classificação. Claro que, nesse instante, infelizmente, o único pensamento é sair da zona de rebaixamento. Lembrando que não é a primeira vez que o Criciúma passa por isso. Quando o empresário, Antenor Angeloni, assumiu o clube, pela última vez, o time estava para ser rebaixado. Se salvou em cima da hora. E a missão agora, a nível de estadual, é tão somente, se salvar do rebaixamento.

Reforços
É visível onde estão os maiores problemas do time do Criciúma. Com o máximo de urgência, o time precisa de lateral direito, mais um zagueiro, um primeiro volante, mais um meia, e um centroavante. No mínimo, isso. O certo seria para já, para ajudar o time a sair dessa situação no campeonato estadual, já estando no ponto, quando começar o campeonato brasileiro. Tomara que a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, seja confirmada, para entrar recursos, para contratações.

Copa do Brasil
O clube tem uma grande chance de melhorar, e muito, a captação de recursos, para acertar as finanças do clube, dando a condição de a direção contratar os reforços necessários, para melhorar o time no estadual, e arrumar o grupo para a disputa da série B do campeonato brasileiro. Tem que ganhar do Cianorte (PR), amanhã.

RASANTES

Meu amigo, Begnini, que sabe tudo de abelhas e de mel, é craque na bocha. Na foto, com Perdigão e Tainha, jogando por Nova Veneza, no Praiano de Rainha do Mar/RS.

Nós reclamamos da falta de público, no estádio Heriberto Hülse. Mas problema é geral. Domingo, por exemplo, em Tubarão, não chegou a 1700 torcedores.

Se não fosse a torcida do Criciúma, em torno de 350 torcedores, o público no estádio Aníbal Costa, seria bem menor. Isso que o jogo não teve televisão.

GOL DE PLACA: Leandro Mello, formado na base do Criciúma, jogando muito bem, com a faixa de capitão, no Hercílio Luz. Bom de bola e bom de grupo.

GOL CONTRA: clássico baiano terminando com nove expulsões, depois de muita briga e agressões, com o jogo encerrado antes do tempo normal. Vergonha!

Iguais

 personDante Bragatto Neto
access_time19/02/2018 - 15:45

Com um futebol muito pobre, no primeiro tempo, Hercílio Luz e Criciúma, empataram, na noite de ontem, em Tubarão. No segundo tempo, o futebol dos dois times, foi bem melhor, com o Criciúma tomando a iniciativa do jogo, mas, em contrapartida, oferecendo o contragolpe ao time de Tubarão. E foi nos contragolpes, que o Hercílio Luz criou algumas chances claras de gol. E teve um lance de penalidade máxima, sem a marcação do árbitro, que poderia ter sido fatal para o Tigre. No fim, o resultado foi bom para o Criciúma, pois o adversário teve mais chances claras de gols. Não está fácil a vida do Tigre, no campeonato estadual.

Copa do Brasil
O pensamento agora se volta para a Copa do Brasil, pois o Criciúma joga na quarta-feira, em casa, contra o Cianorte (PR), em busca da vaga para a terceira fase do torneio. Claro que é um jogo, em que nós imaginamos a classificação do Criciúma, pois joga em casa, e contra um adversário sem qualquer expressão nacional. É evidente que, pelo que conhecemos do futebol brasileiro, atual, não deve ser jogo fácil. Mas, jogando em casa, e pensando numa premiação “milionária”, o Tigre não pode tropeçar.

Juntando os cacos
João Paulo e Maílson fizeram uma falta enorme, em Tubarão, assim como, Andrew, que saiu machucado, ainda no primeiro tempo. Fica agora a preocupação em cima desses jogadores, em relação ao jogo decisivo de quarta-feira, pela Copa do Brasil. Estes três jogadores não têm substitutos à altura, hoje, no time. Se não jogarem, complica.

RASANTES

Sandro e Nino, anularam o centroavante, Lima, do Hercílio Luz. O artilheiro não ganhou uma dos zagueiros do Tigre.

Além de Sandro e Nino, outro que jogou bem, foi o meia, Elvis. E, claro, também o goleiro, Luiz, que fez duas belas defesas no segundo tempo.

O elenco do Criciúma está tão curto, que o atacante Mateuzinho, que estava treinando a apenas uma semana, com os profissionais, entrou no jogo em Tubarão.

A classificação na Copa do Brasil, no confronto contra o Cianorte, quarta-feira, vale um milhão e quatrocentos mil reais. É muita grana. Tem que ganhar.

Reclamação geral, no Criciúma, em relação ao gramado e campo, do estádio Aníbal Costa. Iluminação também não é das melhores.

GOL DE PLACA: boa presença da torcida do Criciúma, ontem, em Tubarão, assim como já havia acontecido no jogo contra o Atlético Tubarão.

GOL CONTRA: Andrew, lesionado, teve de ser levado de carro particular para uma clínica, em Tubarão, porque só tinha uma ambulância.

E o técnico?

 personDante Bragatto Neto
access_time02/02/2018 - 17:00

Pois é, andou batendo na trave. Argel Fucks baixou sua pedida, o Criciúma aumentou um pouco, e, quando estava tudo certo, eis que veio a exigência de uma multa rescisória, por parte do profissional, e a coisa emperrou. Como no futebol, uma verdade, muitas vezes dura poucos minutos, ou poucas horas, a situação pode até ter mudado. Mas, pelo menos até o momento em que fechei a coluna, era esta a realidade. O fato é que a torcida quer Argel Fucks, e que sua vinda criaria um clima mais otimista. Se ele seria, o “salvador da pátria”, isso ninguém pode garantir.

Ganhar do Avaí
Nas atuais circunstâncias, estando na zona de rebaixamento, não há outra alternativa, para o jogo de domingo, que não seja vencer ou vencer. Foi uma pena a derrota em Brusque, onde o time fez, disparado, seu melhor jogo no campeonato, criando inúmeras oportunidades de gols. No entanto, pelo que vimos, contra o Brusque, fez aumentar meu otimismo, em relação à reabilitação. Se jogar como jogou, na quarta-feira, com um ou outro acerto, dá para ganhar, sim.

É com Grizzo
Esse, quando jogou no Tigre, foi um “monstro”, jogador genial, com um raciocínio espetacular, “pensando antes” que qualquer outro, daquele time, e olhem que aquele era um timaço. Pois é, hoje, Grizzo é o responsável pelo time, e, pelo que fez em Brusque, ganhou, ainda mais, minha confiança.

RASANTES

Em Brusque, Grizzo escalou bem, o time, mudou certo no intervalo, e também na segunda etapa, e mudou o esquema de jogo, melhorando ainda mais, seu time.

Ou seja, Grizzo, na parceria com Lalo, em apenas um jogo, fez mais que o técnico, Lisca, durante toda a sua passagem por aqui.

Não posso, e nem quero dizer, que Lisca não é um bom técnico. Mas aqui, sua passagem foi desastrosa. E ele sabe que foi assim.

O time precisa do apoio da torcida, domingo, contra o Avaí. Xingar, agredir jogadores e técnico, só piora a situação. Se for para reclamar, façam após o jogo.

Não custa nada, um pouco de paciência, pois o Criciúma é o time da cidade e da região, e o que é preciso, é fazer melhorar, para sair dessa situação.

GOL DE PLACA: catarinenses na primeira rodada da Copa do Brasil, com Atlético Tubarão, Figueirense, e Joinville, vencendo e se classificando.

GOL CONTRA: depois de vermos uma péssima iluminação, no estádio do Atlético Tubarão, vimos a mesma coisa, no estádio Augusto Bauer, em Brusque.

Deu o esperado

 personDante Bragatto Neto
access_time30/01/2018 - 12:22

Como já se falava, desde domingo, á noite, após o jogo em Tubarão, o técnico, Lisca, veio a público confirmar sua demissão do Criciúma. Como se diz na gíria, “não deu conta do rojão”. Depois do atropelo, em campo, pelo Atlético Tubarão, quando o técnico não quis participar da tradicional entrevista coletiva, já se imaginava que ele não iria continuar no clube. Lisca não foi feliz por aqui. Inventou algumas situações inexplicáveis, na escalação e lista de convocados, culminando com a derrota desmoralizante em Tubarão.

Quem vem?

Pelo menos até o momento em que fechava a coluna, não obtive nenhuma informação segura, ou oficial, a respeito de qual o técnico que irá assumir o Criciúma, após a confirmação do pedido de demissão de Lisca. Se depender da maioria absoluta da torcida, o preferido é Argel Fucks, que está desempregado, só descansando e curtindo as praias de Florianópolis. Resta saber se o presidente, Jaime Dal Farra, vai investir em um profissional bem mais caro. E também, se, Argel, se for o caso, baixaria a pedida.

E amanhã já tem jogo
Em oitavo lugar no campeonato catarinense, o Tigre volta a jogar amanhã, em Brusque, onde sempre é difícil vencer. Para este jogo, a dupla, Grizzo e Lalo, comandará o time. Certamente sem qualquer invenção, fazendo o mais simples, para ser, no mínimo, mais organizado.

RASANTES

Segue repercutindo em todo o Estado, o forte desabafo do goleiro, e capitão, Luiz, após a derrota acachapante em Tubarão.

Pior é saber que tem torcedor, como disse o goleiro tricolor, que grita, pedindo a sua saída do clube. Ele é simplesmente o melhor do Estado.

O time do Criciúma, com o técnico, Lisca, não deu liga. Muito pelo contrário. O que não quer dizer que o elenco é de todo, pobre.

Creio que é possível melhorar muito. Mas é preciso um bom técnico, para arrumar a casa, até o campeonato brasileiro, que me parece ser o objetivo principal.

O objetivo principal pode ser a série B do Brasileirão, mas não pode ficar lá embaixo, na classificação, no estadual.

GOL DE PLACA: Avaí e Figueirense, com seis gols, o que valorizou ainda mais o clássico da capital.

GOL CONTRA: vejo a distância, o Atlético Tubarão bem organizado, e por isso, jamais poderia oferecer dependências tão ruins, tão sujas, à imprensa, em seu estádio.

Fiasco

 personDante Bragatto Neto
access_time29/01/2018 - 16:44

Não há outra palavra, para definir o que vimos do time do Criciúma, em Tubarão. Desde o anuncio da escalação, já dava para prever o que poderia acontecer. Time mal escalado, todo desorganizado, sem nada que se aproveitasse. Foi terrível, o que o técnico, Lisca, fez. Já tinha ficado estranho, o que ele fez, a nível de escalação, contra a Chapecoense, mesmo que, nesse caso, no plano tático eu tenha entendido, porque o adversário é muito superior. Mas, ontem, não, de forma alguma. Tudo errado, e deu no que deu. Foi 3 a 0, e se não fosse o goleiro, Luiz, seria cinco ou seis.

Sentimento negativo
Antes de entrarmos no ar, com a jornada esportiva da rádio Eldorado, nós já dizíamos que o Criciúma iria perder o jogo. Era olhar para a escalação, e ver que o time que o técnico, Lisca, iria colocar em campo, não tinha condições de ganhar o jogo. Culpa do comandante, que é o técnico. Lisca se perdeu. Inventou situações, colocando um zagueiro de lateral direito, tirando do time o melhor jogador do meio de campo, que é Douglas Moreira, entre outras coisas.

E agora?
Fechei a coluna, em Tubarão, sem saber o que estaria acontecendo nos bastidores. O técnico se negou a falar. O zagueiro, Nino, com razão, saiu de campo, afirmando estar envergonhado. O goleiro, Luiz, fez um desabafo mais do que preocupante. Vamos ver o que nos aguarda a segunda-feira.

RASANTES

Descansou o nosso Ideraldo Niclele, o Jurubeba, da rádio Eldorado. Lutou muito, mas perdeu a batalha para essa doença desgraçada que tira tantas vidas.

Jurubeba tinha verdadeira paixão pela rádio Eldorado. Considerado o pai dos sonoplastas, torcia pelo Vasco, e era “louco” pelo neto, Cauã.

Sobre o Tigre, fica a expectativa de tudo o que pode e deve acontecer, para o jogo de quarta-feira, em Brusque.

GOL DE PLACA: torcida do Atlético Tubarão, que não encheu o estádio, mas fez bonita festa, e a torcida do Tigre, que lotou seu espaço, e fez sua parte.

GOL CONTRA: escalação errada, time desorganizado, e a derrota, da forma como aconteceu, em Tubarão.

É hoje

 personDante Bragatto Neto
access_time24/01/2018 - 14:13

Grande jogo no estádio Heriberto Hülse. O Criciúma, marca consagrada do futebol de Santa Catarina, reconhecido onde quer que vá, pela sua tradição e conquistas, e que já foi a marca mais forte no Estado, contra a Chapecoense, que hoje é a bola da vez, time de série A no Campeonato Brasileiro, e de Libertadores da América. O Tigre entrando em campo para mostrar que está no caminho certo, que tem bala na agulha para brigar pela vaga na final. A Chapecoense, por sua vez, quer comprovar que está focado no estadual, e que é mesmo a grande favorita ao título.

Com a palavra, o torcedor!

Se o torcedor quer jogo bom, exige espetáculo, hoje é o grande dia. Claro que não é uma decisão de título, mas, para chegar a isso, num campeonato de tiro curto, é preciso vencer, e cada jogo, independente de contra quem seja, acaba sendo uma decisão. Criciúma e Chapecoense tem tudo para ser um grande jogo. E se o torcedor tricolor for ao estádio em bom número, será um reforço e tanto, para que o Tigre supere seus limites, bem como, o favoritismo da Chape.

Dificuldades

Os tropeços de grandes clubes, em seus estaduais, pelo Brasil, mostra como é difícil o início de temporada, num calendário apertado como o nosso, sem tempo para uma pré-temporada adequada. Por isso, o torcedor tem que ter calma, muita paciência, na espera por melhores resultados. Não é do dia para a noite, que se faz um bom time.

RASANTES

Interessante, o início de campeonato do Hercílio Luz. O Leão do Sul, que hoje enfrenta o Leão da Ilha, começou bem melhor do que o esperado.

Por outro lado, o Atlético Tubarão, de quem se esperava bem mais, assim como no ano passado, começa mal o campeonato.

A FCF está dando oportunidade a árbitros novos, neste início de campeonato. O que é muito bom. É preciso investir no novo.

Uma vitória do Tigre, hoje, com um tropeço do Figueirense, deixaria o campeonato bem interessante, após a terceira rodada.

Timemania, com a aposta no Criciúma, como Time do Coração, é uma ferramenta legal para ajudar o clube, além da possibilidade de ganhar um bom dinheiro.

GOL DE PLACA: Adyla Valdevino, jogadora da FME/Esucri/Criciúma EC, convocada para a seleção brasileira feminina sub-17, que treina no RJ.

GOL CONTRA: condução do jogo São Paulo e Inter, pela Copa São Paulo, na segunda-feira, em Barueri. Por pouco não acontece uma tragédia, debaixo de muitos raios.

E aí, torcedor?

 personDante Bragatto Neto
access_time23/01/2018 - 17:35

Time e torcedor precisam estar em harmonia, pelo menos, sem que um deixe o outro. A crítica e as broncas fazem parte do processo. Mas, se, quando as coisas não andam bem, o torcedor se ausenta, a tendência é que piore. O torcedor do Criciúma precisa voltar ao Heriberto Hülse. Pode reclamar, até vaiar, se for o caso, pois isto é direito do torcedor, mas não pode se manter ausente. Ou será que os torcedores adversários, tem razão quando afirmam que a real torcida do Tigre, não passa de quatro mil? Não pode ser verdade.

O jogo de amanhã

Qual o jogador não quer jogar um jogo como o de amanhã? Claro que é um jogo especial, contra o time de maior qualidade, de orçamento invejável, time de série A, de Libertadores da América. É o tipo de jogo que faz crescer o entusiasmo dentro de campo. É o jogo que faz aparecer a superação. Nesta linha de raciocínio, penso que o torcedor também quer ver um jogo como esse. O horário não é o melhor, tem a questão de ser o jogo da televisão, mas o bom mesmo é estar ao vivo, no estádio.

Índio favorito

Claro que a Chapecoense é a favorita, mesmo sendo o jogo na casa do Tigre. Tem hoje o melhor time, e o melhor caixa, para fazer o que precisar, durante a temporada. Mas é aquele detalhe: ninguém ganha na véspera. Cabe ao Criciúma jogar bem, além de superar suas limitações, e o favoritismo do adversário.

RASANTES

Uma vitória faz com que o Tigre encoste na Chapecoense. No entanto, uma derrota já complica a questão de classificação. É preciso caprichar, e muito!

Depois serão dois jogos seguidos fora de casa. Vejam a importância de ganhar da favorita, Chapecoense, amanhã.

Como o Concórdia, adversário batido no domingo, tem pouca qualidade, o grande teste será o jogo de amanhã, contra a Chapecoense.

Sigo com a opinião, de que é um erro, fazer o zagueiro Nino jogar pelo lado esquerdo. Um ótimo jogador, rendendo menos por estar no lado errado.

Carlos Eduardo já provou ser exímio cobrador de faltas, a curta distância. Técnico, Lisca, precisa ajeitar a situação, entre ele e Alex Maranhão.

GOL DE PLACA: Paulo Baier, que fez história como jogador, hoje iniciando a carreira de técnico, no Toledo, do Paraná.

GOL CONTRA: muita reclamação em relação às péssimas condições do gramado do estádio Domingos Machado de Lima, onde joga o Concórdia.

Calma

 personDante Bragatto Neto
access_time19/01/2018 - 15:40

Claro que eu também não gostei da atuação do Criciúma, na primeira rodada do campeonato catarinense. Não pela derrota de 1 a 0, para o Figueirense, na capital, mas pelo pouco que o Tigre apresentou, e pelo baixo rendimento da maioria dos jogadores. Não gostei, vi falhas, falta de entrosamento, e de boas jogadas, mas daí a pensar que nada presta, e que está tudo errado, ou que nada vai dar certo, de forma alguma. Foi apenas o primeiro jogo. Posso até, lá na frente, entender que não vai dar certo, mas agora, uma análise dessas, seria precipitação. Então, muita calma nessa hora.

Reabilitação
O campeonato é curto. São nove rodadas em cada turno, para brigar por uma vaga na decisão. Então, se o Tigre quer brigar já no primeiro turno, tem que ganhar do Concórdia, domingo, no Heriberto Hülse. Vejam só que, por mais que peçamos calma, a pressão existe. Perder para o Figueirense, em Florianópolis, é coisa normal. Agora, perder para o Concórdia, em casa, é bem diferente. Logo, com dificuldades, ou não, com problemas, ou não, vencer é preciso.

Normal
Não tivemos nenhum resultado inesperado, ou fora do normal, na primeira rodada do campeonato catarinense. Tudo nos conformes. O que parece claro, é que veremos um campeonato com certo equilíbrio, com apenas um time bem mais qualificado, e super favorito ao título, que é a Chapecoense.

RASANTES

Muito legal ver a cidade de Tubarão, de novo, depois de muito tempo, com um clássico do futebol local. Bom público e clima legal, na vitória do Hercílio Luz.

O Inter de Lages começou o estadual mostrando que deve ser, de novo, uma pedra no sapato dos chamados grandes de SC.

Vi e ouvi muitas críticas de torcedores do Tigre, pela apresentação e derrota para o Figueirense. Normal, mas este torcedor tem que ir ao jogo domingo.

Além de ter que ir ao jogo, o torcedor do Criciúma precisa ter paciência. Depois do jogo, se for o caso, que reclame. Durante o jogo, calma!

Veremos, também na segunda rodada, com certeza, todos os times com dificuldades técnicas e táticas. É assim aqui, e em qualquer outro lugar, no início da temporada.

GOL DE PLACA: destaque para a vitória do Hercílio Luz, no clássico de Tubarão, contra o Atlético, onde a rivalidade é grande.

GOL CONTRA: a forma triste e covarde, como o goleiro, Diego Cavalieri, foi desligado do Fluminense, com enorme falta de respeito ao profissional.

Derrota

 personDante Bragatto Neto
access_time18/01/2018 - 15:19

Um primeiro tempo apenas razoável, e um segundo tempo muito ruim, especialmente após a expulsão do volante, Barreto. Não há como contestar a vitória do Figueirense. O time da capital foi superior e mereceu vencer. O goleiro adversário nem sujou o uniforme, enquanto que o goleiro, Luiz, capitão tricolor, foi, disparado, o melhor jogador da partida. Outro detalhe que ficou claro, foi o cansaço do Tigre, após a expulsão de Barreto. Vimos muitos erros, mas é começo de campeonato. Nada de comemorar, nada de chorar.

SC na Copinha

E quem poderia esperar que um time do nosso Estado poderia tirar do torneio, o todo poderoso Corinthians, atual campeão, e um dos favoritos ao título? Pois é, por isso o futebol é tão gostoso. Ninguém ganha na véspera, e hoje em dia, não existe mais a disparidade de anos atrás. Não há mais craques no Brasil. O último, que aliás, surgiu justamente na Copa São Paulo, brilhou no Barcelona, e agora está brilhando no PSG, na França. Não tem mais nenhum Neymar surgindo. Quem sabe, seja o ano do Avaí!

Só o começo

Ninguém pode comemorar demais, “se achar”, como se diz na gíria, como também, ninguém pode desanimar por um início ruim. Nosso campeonato apenas começou. Não podemos fazer nenhum comentário com muito embasamento, ou, nada definitivo. Muita coisa ainda vai acontecer, e mudar.

RASANTES

Não aceito, de forma alguma, o fato de escalarem Nino, para jogar de quarto zagueiro. Na esquerda ele rende bem menos, do que na sua, na zaga central.

No final de 2017, comentei que, se mandasse no Criciúma, ordenaria a quem fosse treinar o time, que Nino e Ianson teriam que formar a zaga titular em 2018.

Na primeira falta próxima da área, Alex Maranhão não deixou Carlos Eduardo cobrar. Na segunda, o garoto mostrou como se cobra falta de curta distância.

Técnico, Lisca, disse que placar justo seria o empate. Eu não vi o mesmo jogo que ele. Não fosse o goleiro do Tigre, o Figueirense teria goleado.

GOL DE PLACA: entrevista exclusiva do ex-jogador, hoje senador, Romário, ao repórter, Zildomar Schlemper, na rádio Eldorado. Chamou o presidente da CBF, de ladrão.

GOL CONTRA: o impedimento criado pelo Figueirense, para que a torcida do Criciúma, entrasse no estádio, ontem, com seus instrumentos musicais.

Começou

 personDante Bragatto Neto
access_time28/12/2017 - 11:34

Jogadores se apresentando, com aqueles que já haviam sido anunciados, como novos no elenco do Tigre, e com outras novidades sendo anunciadas. É o novo Criciúma, surgindo para a temporada de 2018, na esperança de todos, de que tenhamos um ano bem mais positivo. Como vários jogadores experientes estão sendo contratados, faz-se uma mistura interessante, mesclando com a juventude daqueles que foram formados ou estão sendo formados na base tricolor. E aí, creio eu que a direção está montando o time para a temporada, e não para o campeonato catarinense.

Correto
Se o objetivo é mesmo formar o time para o estadual, e já para o campeonato brasileiro, a direção do Criciúma está correta. Não tem como dar certo, montar um time para o estadual, e depois, outro time, para a série B. Estas experiências, nós já vimos por aqui, e normalmente não dá certo. Nada garante que este time que está sendo formado, dará certo, mas o planejamento está correto. É bem mais fácil, ou mais provável, que dê certo, montando o time para a toda a temporada.

Drummond e Lisca
Os dois se conhecem muito bem. O Executivo de Futebol, Newton Drummond, tem experiência, e uma carreira recheada de títulos, pelo Internacional. O técnico, Lisca, está a muito tempo na estrada, é entusiasmado, focado, e compenetrado no que faz. As vezes exagera à beira do gramado, mas é trabalhador.

RASANTES

Lucas Coelho, atacante que jogou a série B pelo ABC, e que já passou pelo Avaí, deve estar chegando hoje à cidade.

Interessante como o Criciúma está contratando atacantes. Falta lateral direito, e quem sabe um volante mais experiente.

Está na hora de investir, de acreditar naqueles que tem mais potencial do que muitos que passaram pelo Criciúma, como os zagueiros, Nino e Ianson.

Não vejo motivos que possam impedir que a zaga titular do Criciúma, não seja com Nino e Ianson. E não venham com essa de que são muito jovens.

Conheci o atacante João Paulo, na Copa São Paulo, em 2015. Fez vários gols naquela Copinha. Jogador de força, e bom atacante. Boa contratação.

GOL DE PLACA: desejo do ex-jogador, Romário, hoje senador da República, de se candidatar a presidência da CBF.

GOL CONTRA: o Criciúma tem 75% do passe do atacante, Roger Guedes, e o Palmeiras não deu a mínima ao clube, na negociação que fez com o Atlético (MG).

Mais um

 personDante Bragatto Neto
access_time22/12/2017 - 19:55

O Criciúma confirmou a contratação do atacante Mailson, conforme já antecipava desde domingo, o repórter da rádio Eldorado, Jota Eder. É mais um que virá, para o novo time do Tigre, visando o campeonato catarinense, cuja estréia do tricolor do sul, será no dia 17 de janeiro. Se mais uma vez se confirmar o que o repórter da rádio Eldorado informou, o próximo anúncio pode ser o do também atacante, Lucas Coelho. Assim, a direção vai formando, aos poucos o novo elenco. Muita gente foi embora, e o trabalho para fazer outro time, é complicado.

Chance à base
O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, lamentou pelo fato de os técnicos que passaram por aqui, neste ano, não terem olhado com mais carinho, para as categorias de base. É uma exigência sua, para a temporada de 2018, e, também por isso, optou por trazer o técnico, Lisca, com vasta experiência com garotos da base. O treinador viu o jogo treino contra o Hercílio Luz, e tem acompanhado os treinos preparativos para a Copa São Paulo. Vários jogadores do Sub-17 e Sub-20 devem receber oportunidade.

Tubarão
A cidade de Tubarão está em alta, no futebol, agora com seus dois clubes na série A do estadual. O Hercílio Luz está contratando alguns jogadores bastante experientes, e passando a impressão que voltou para ficar. O Atlético Tubarão está com ótima estrutura física e administrativa, e vai para um ano com calendário atraente.

RASANTES

Jogadores que saíram do Criciúma, como, Rafael Silva, Edson Borges, Giaretta, Lucão e Silvinho, o fizeram por propostas bastante superiores.

Concordo com a direção, quanto a não comprometer a saúde financeira. Se não tem, não pode fazer loucuras. E, com o que tem, dá, sim, para fazer bom time.

Com um orçamento de folha de pagamento na casa dos 650 mil reais, para o futebol profissional, tem como fazer um bom time, para o estadual.

O negócio é contratar criteriosamente, analisando profundamente cada jogador que interessa. Quem vier, tem que ser para jogar.

Pelo que disse, o presidente, ontem, o time que vai para a Copa São Paulo de Juniores, deve mesmo ser desfalcado de quatro jogadores, que ficarão com os profissionais.

GOL DE PLACA: Serginho Lopes, coordenador das categorias de base do Criciúma, que superou as desconfianças do início, e vem fazendo grande trabalho no clube.

GOL CONTRA: situação indefinida nas eleições do Vasco, com Eurico Miranda fazendo de tudo e mais um pouco, para permanecer como presidente.