Notícias em destaque

  Setembro verde: mês de conscientização de câncer no intestino

commentJornalismo access_time21/09/2020 11:35

O assunto foi abordado no Revista Eldorado desta segunda-feira (14)

Dois jogos do Campeonato Brasileiro Série C têm datas e horários alterados

commentEsporte access_time21/09/2020 07:30

Tigre teve confronto contra o Brusque adiado em um dia

Tigre perde em Erechim por 2 a 0

commentCriciúma EC access_time20/09/2020 18:05

Além da derrota, o Time Carvoeiro perdeu a invencibilidade na Série C

Problemas... sempre

access_time05/10/2018 - 12:43

Não tem vida fácil, para o técnico do Criciúma. Mais uma vez, Mazola Jr, tem que descascar o abacaxi, devido à ausência de titulares, por lesão ou por cartões. Por enquanto, o comandante tricolor tem se virado bem. Para o jogo contra o Brasil, na próxima terça-feira, Mazola não terá a dupla de atacantes titulares, Vitor Feijão e Zé Carlos, e ainda o meia, Alex Maranhão. Preocupação maior, sem dúvida, é, em relação à dupla de atacantes, Vitor Feijão e Zé Carlos, pois o elenco não tem substitutos com seu perfil.

Melhores
Os melhores times, hoje, no futebol brasileiro, são, Grêmio e Palmeiras. No meu ponto de vista, um dos dois será campeão brasileiro. Da mesma forma, penso em relação à Libertadores da América. O Grêmio está certinho, e mesmo quando não pode utilizar todos os seus titulares, tem mostrado bom futebol. O Palmeiras tem um elenco que sobra, em relação a outros grandes clubes do Brasil. Aposto no Palmeiras, no Brasileirão, e no Grêmio, na Libertadores.

Próspera
O Time da Raça se prepara a última rodada da primeira fase da série C catarinense, como o favorito para terminar em primeiro lugar no seu grupo. Joga em Orleans, na condição de favorito. Independente de ser o primeiro ou segundo, a verdade é que o Próspera se organizou bem, e já está nas semifinais.

RASANTES

Menos mal, para o técnico do Tigre, que ele terá de volta o lateral direito, Sueliton, e, creio, também do volante, Eduardo, e do meia/atacante, Nícolas.

A bronca maior, será a ausência de Vitor Feijão, para o jogo contra o Brasil, na terça-feira. Ele é fundamental para o esquema tático do técnico, Mazola Jr.

É impressionante a força física de Vitor Feijão. Além de fazer gols, ele corre o tempo todo, marcando e atacando.

Liel, Ronaldo, e Vitor Feijão, além de João Paulo, que está se recuperando de lesão, são jogadores que o Criciúma tem que fazer de tudo, para que fiquem para 2019.

GOL DE PLACA: pegada e o preparo físico dos jogadores do Criciúma, que estão evidentes nesta boa seqüência na série B do Brasileirão.

GOL CONTRA: torcedores do Cruzeiro fizeram foguetório, à noite, em frente ao hotel onde estava o Boca Juniors, em Belo Horizonte, antes do jogo contra o Cruzeiro.


Tranquilidade

 personDante Bragatto Neto
access_time28/06/2018 - 12:59

Acabou sendo mais “fácil” do que eu imaginava, a classificação do Brasil, para a segunda fase da Copa do Mundo. A defesa brasileira foi muito bem preparada para enfrentar os grandalhões da Servia. Houve apenas um erro, onde o baixinho, Fagner, ficou marcando, mano a mano, o atacante adversário, que acabou cabeceando fraco. Fora isso, tudo tranquilo, mesmo que o goleiro, Alisson, tenha proporcionado dois sustos, saindo mal numa bola, por baixo, dando a oportunidade ao atacante sérvio, de cabecear, e outra, numa bola cruzada na sua área. Mesmo assim, nossa seleção segue sem empolgar.

Uma Copa estranha
Nossa seleção não está jogando o fino da bola, não está empolgando. Mas, qual seleção está empolgando até agora? A Bélgica? Mas, contra quem ela jogou até agora? Vamos ver, hoje, quando eles enfrentam a Inglaterra. Na verdade, é uma Copa do Mundo diferente, onde nenhum grande está levando vantagem sobre os chamados pequenos. Mostra que o futebol mudou muito, que a força física, a marcação, e o plano tático, muitas vezes, acabam prevalecendo sobre a técnica.

Próximo adversário
Melhor pegar o México, do que ter que enfrentar a Alemanha, se ela se classificasse, ou a Suécia. O futebol mexicano é parecido com o nosso. Não é o futebol de força. Ficou bom para o Brasil, ter o México como adversário. Claro que não é garantia de classificação, mas ficou bem assim.

RASANTES

Uma coisa é certa, o Brasil tem que jogar mais, para seguir adiante, na Copa do Mundo. Ainda mais agora, que é tudo num jogo só.

As estrelas seguem sem maior brilho, até agora, na Copa da Rússia. Cristiano Ronaldo brilhou só no primeiro jogo. Messi e Neymar ainda não brilharam.

Os mexicanos entraram em campo praticamente classificados, e fizeram um papelão. Eles têm que agradecer à Coreia do Sul, que derrotou a Alemanha.

Se não tiver surpresas, o Criciúma vai com uma formação mais leve, mais ofensiva, para o jogo contra o São Bento, sábado. Com mudanças no meio e no ataque.

GOL DE PLACA: atacante, Eder, formado na base do Criciúma, que está há 13 anos na Itália, hoje pretendido por vários clubes, e que deve ir para a Espanha.

GOL CONTRA: desclassificação da Alemanha, na primeira fase da Copa do Mundo da Rússia, algo totalmente inesperado no mundo do futebol.

Duas vezes em casa

 personDante Bragatto Neto
access_time25/06/2018 - 14:35

Mesmo que o fato de jogar em casa, já não seja como antigamente, onde os donos da casa, normalmente levavam vantagem, temos que ver como positivo, o fato de o Criciúma jogar dois jogos, seguidos, no estádio Heriberto Hülse, neste momento de necessidade de vencer de qualquer maneira, contra dois adversários que estão na parte de cima da classificação, na série B do campeonato brasileiro. A situação é de extrema gravidade, e o Tigre tem que sair lá de baixo. O risco de rebaixamento é enorme, mas ainda há tempo para a reabilitação. Mas não dá para esperar.

Reforços
O técnico anterior, Argel Fucks, sempre alertava sobre a necessidade de o clube contratar reforços. O atual treinador, Mazola Jr, da mesma forma, citando como falhas na grade, também cita a necessidade de contratar reforços. Após o último jogo, derrota para o Brasil, em Pelotas, o técnico do Tigre fez um pedido de socorro. Ele sabe que a situação é muito complicada, e que precisa de mais qualidade no elenco tricolor. Os adversários estão se reforçando. Com a palavra, o Executivo de Futebol, Ney Pandolfo.

São Bento e Figueirense
São os adversários a serem batidos. Os paulistas perderam a invencibilidade na última rodada. É um time bem treinado, mas, sem nada de excepcional. O Figueirense tem mais time, e, além disso, é clássico, o que dificulta bem mais. Dois jogos, duas decisões.

RASANTES

A Colômbia fez um grande jogo, ontem, vencendo de goleada, e despachando a Polônia da Copa do Mundo.

A Bélgica chegou na Rússia, cheia de prestígio, está muito bem, mas até agora, só enfrentou adversários fracos.

Apesar de ter ganhado um fôlego de vida, com a vitória da Nigéria, não consigo acreditar na Argentina. Mas... é a Argentina!

Vai ser legal ver o Brasil, contra a Sérvia, com o adversário jogando somente pela vitória. Acho mais fácil, desta forma.

Preparação do Criciúma, para enfrentar São Bento e Figueirense, dois jogos em casa, precisa ser diferenciada, em todos os aspectos. É ganhar ou ganhar!

GOL DE PLACA: Alemanha e Suécia, o melhor jogo, até agora, na Copa do Mundo, mostrando que os alemães estão na briga pelo título.

GOL CONTRA: o penalte não marcado, para a Suécia, entre outros lances, na Copa do Mundo, mostra que o tal do VAR não é honesto como deveria ser.

Série B

 personDante Bragatto Neto
access_time20/06/2018 - 14:36

Quando comento sobre a série B do campeonato brasileiro, ressalto, sempre, o equilíbrio técnico desta competição. Não vejo ninguém melhor que ninguém. É um campeonato sem estrelas, onde prevalece o sistema defensivo, como sempre afirma o técnico do Criciúma, Mazola Jr, e o acerto do time. Está melhor quem tem o time mais acertado, mais bem postado, mais organizado, no seu conjunto, como é o caso do Fortaleza, e os outros que estão brigando na ponta de cima da classificação.

Em busca do acerto final
O que falta para o Criciúma acertar o passo nesta série B? Segundo o técnico, Mazola Jr, falta completar a grade do elenco. Claro que esse é um problema sério, basta lembrar que até poucos dias, a exceção dos “meninos” da base, na lateral esquerda, só tinha o Marlon. É o problema da lateral direita, onde, para substituir, Sueliton, é preciso improvisar com um volante. O time melhorou muito, com Mazola Jr, mas continua lá embaixo, na zona de rebaixamento.

Amanhã em Pelotas
É difícil vencer o Brasil, em Pelotas. É complicado jogar lá. Mas, hoje, eles não estão bem. Além do mais, se o Tigre quer sair dessa situação complicada na série B, tem que buscar pontos fora de casa. Um empate será, digamos, mais ou menos. Uma vitória, ótimo. Perder, nem pensar.

RASANTES

As críticas ao técnico da seleção brasileira, Tite, dizem respeito à sua má performance, no jogo contra a Suiça. Não se discute sua capacidade e liderança.

O próprio técnico brasileiro, certamente se decepcionou com seu trabalho, e com seu time, no jogo de estréia na Copa do Mundo.

Sobre as críticas a Neymar, é evidente que todos sabem que ele é o maior talento brasileiro. No entanto, ele abusou do individualismo e da vaidade.

Jogador de futebol, bom profissional, não pode pensar em si próprio. Tem que jogar pelo time. Neymar, sozinho, não vai ganhar nada, e de ninguém.

Terminada a primeira fase da Copa do Mundo, o português, Cristiano Ronaldo, foi o grande destaque.

GOL DE PLACA: além da vitória sobre a Polônia, a dança dos jogadores da seleção de Senegal, após o jogo, expressando sua alegria, e contagiando o público.

GOL CONTRA: constrangimento causado a uma torcedora estrangeira, na Copa do Mundo, por torcedores brasileiros, um deles, PM de Santa Catarina.

Vaidade exagerada

 personDante Bragatto Neto
access_time19/06/2018 - 16:23

Vaidade faz parte do ser humano. No entanto é preciso administrar essa questão. Muitas coisas, em exagero, acabam prejudicando. Entro nesse assunto, para comentar sobre o jogador, Neymar, que se preocupa demais com seu cabelo, suas roupas, e acessórios. Neymar tem se preocupado muito em aparecer, se deslumbra muito com isso, e acaba perdendo o foco. Não sou contra Neymar. Só acho que ele não é craque, ainda. É por essas e outras, que o português, Cristiano Ronaldo, sempre focado e bem preparado, é o melhor do mundo.

Brasil
Depois de uma atuação que deixou a desejar, com muitos erros do técnico, Tite, vamos para o segundo jogo na Copa do Mundo, com o coração apertado, e, não tem como esconder, com medo. Nossa seleção não pode jogar só o que jogou. Para vencer a Costa Rica, terá que jogar bem mais. Eu aposto na classificação, e sigo pensando que temos elenco para chegar à final. Mas um bom time depende de muitos aspectos. Por exemplo, saber que na seleção nacional, é preciso jogar para o time.

Tigre
Na quinta-feira, jogo de desesperados, em Pelotas. O Brasil, que demitiu toda a comissão técnica, e o Criciúma, com bom retrospecto do técnico, Mazola Jr, mas que patina e não consegue sair da zona de rebaixamento, entram em campo com o peso da necessidade de ganhar. Vamos, Tigre!

RASANTES

Sem Sueliton, Zé Carlos, e Vitor Feijão, contundidos, e talvez sem Elvis, o Tigre vai “despedaçado”, para o jogo contra o Brasil, em Pelotas.

O meia, Elvis, teve participação nos dois gols do Tigre, em Barueri, em cobranças de escanteio.

Se tivesse vencido o Boa, em casa, o empate com o Oeste, em Barueri, estaria sendo festejado. Assim como, um empate, na quinta, em Pelotas.

Roberto Cavalo, técnico do Oeste, me disse, após o jogo, em Barueri, que Oeste e Criciúma, precisam de reforços.

Essa situação ficou clara quando o técnico, Mazola Jr, respondeu, após o jogo, sobre ter colocado o volante Ralph, na lateral direita.

GOL DE PLACA: classificação da equipe adulta feminina de handebol da Unesc/Urussanga, para as finais da Liga SC, em Balneário Camboriú, em setembro.

GOL CONTRA: pior do que os erros, do arbítrio, e da arbitragem de vídeo, no jogo do Brasil, foi a declaração da FIFA, de que nada aconteceu de errado.

Foi por pouco

 personDante Bragatto Neto
access_time18/06/2018 - 14:50

Faltou pouco para o Tigre ganhar do Oeste. Mas, foi por pouco que não perdeu. Se levarmos isso em consideração, o empate em Barueri, no sábado, acabou sendo o resultado mais justo. Foi um bom jogo, a nível de série B, com inúmeras oportunidades de gols, para os dois lados. O Criciúma mandou no jogo no primeiro tempo, e na etapa final oscilou muito. E, de novo, titubeou nos gols do adversário. Se não fez por merecer a vitória, muito menos o Oeste. Uma pena que aquele míssil do João Paulo, no finalzinho do jogo, acertou a trave do Oeste.

Decepção
No primeiro tempo, até fazer o seu gol, o Brasil passou a impressão de que venceria com facilidade. Ficou só na impressão. Nossa seleção jogou pouco, deixou a desejar em sua estreia na Copa do Mundo. Neymar não jogou nada, e o empate com a Suiça acabou sendo o resultado mais justo. Eu acreditava em vitória fácil, do Brasil, mas o retrospecto dos confrontos entre as duas seleções, prova que o histórico é de total equilíbrio.

Supercraque
E o português mostrou, na primeira rodada da Copa do Mundo, da Rússia, que ele é, mesmo, o cara. Cristiano Ronaldo foi o grande nome do início do torneio. Seus dois adversários, na briga pelo posto de melhor do mundo, Messi e Neymar, ficaram muito longe. Seu gol de falta contra a Espanha, foi coisa de gênio.

RASANTES

Na Rússia, a camisa do Tigre, e o Livro, Carvoeiros, do colega da rádio Eldorado, J. Eder, brilhando com o supervisor geral do Criciúma, Robson Izidro.

Jovem zagueiro, Nino, fez seu primeiro gol como profissional do Tigre, no empate com o Oeste, em Barueri.

Apesar do bom retrospecto do técnico, Mazola Jr, no Criciúma, o Tigre segue seu tormento na série B. Precisa vencer.

GOL DE PLACA: vitória do México, diante da Alemanha, atual campeã mundial, e uma das favoritas ao título da Copa da Rússia.

GOL CONTRA: erros de arbitragem, e a falta de atuação da arbitragem de vídeo, prejudicando o Brasil, em sua estreia na Copa do Mundo.

Pode sair do Z4

 personDante Bragatto Neto
access_time13/06/2018 - 15:14

Uma vitória do Criciúma, sábado, em Barueri, diante do Oeste, pode tirar o time da zona de rebaixamento. É fácil, ganhar deles, lá? Não, mas, daí a imaginar ou afirmar que isso é impossível, de jeito algum. Como tenho comentado, é tudo mais ou menos igual, na série B do campeonato brasileiro. Como a vitória pode tirar o Tigre do Z4, é preciso se organizar e trabalhar para isso, se planejar para isso, para ganhar em Barueri, contra um time que merece respeito, mas que não é o bicho, e não tem torcida. Jogar lá, para os adversários do Oeste, é como jogar em campo neutro.

Demissões
O Criciúma é administrado por uma empresa, e assim, demissões podem acontecer a qualquer momento. Não tenho conhecimento para “tomar partido”, mas, no papel de comentarista, acho que, em relação às cozinheiras, e nutricionista, tem a ver com a palestra do conhecido médico que aplica a medicina ortomolecular, Victor Sorrentino, que foi contratado para falar aos atletas, e certamente, orientando os dirigentes, sobre a questão alimentação.

Copa do Mundo
Vai começar a Copa do Mundo. Mesmo sem aquele climão que era criado, no Brasil, a verdade é que no domingo, o país pára, pois nossa seleção estará em campo, na estréia contra a Suiça. O Brasil é o grande favorito do grupo, e tem tudo para chegar à decisão. Acho que título.

RASANTES

Dr. Victor Sorrentino, que pratica a medicina ortomolecular, assim como, Lair Ribeiro, são muito contestados por médicos que praticam a medicina tradicional.

Substâncias que podem ser boas para o nosso organismo, podem não ser aceitas pela regulamentação, no futebol. Mas, claro que o clube deve estar atento.

Palestra de um profissional do porte do dr. Victor Sorrentino, é bom para os atletas, principalmente para sua educação, ou reeducação alimentar.

Ex-jogador, e primeiro técnico campeão, com o Criciúma, Zé Carlos, morreu, ontem, em MG. Fez história no Tigre, ganhando de ponta a ponta o estadual de 1986.

Jogo de abertura da Copa do Mundo, amanhã, não está a altura para tal. Rússia e Arábia Saudita não devem nem passar de fase.

GOL DE PLACA: o número de pessoas, aumentando dia a dia, que anda de bike em Criciúma, pelas ruas, rodovias, estradas, e trilhas. Prazer e saúde.

GOL CONTRA: esse negócio de dizer que vai torcer contra o Brasil, na Copa do Mundo, por causa da situação política/administrativa do país. Nada a ver.

Nada de desânimo

 personDante Bragatto Neto
access_time12/06/2018 - 14:10

O empate em casa, contra o lanterna, Boa Esporte, foi frustrante. É evidente que, numa situação como essa, sempre pensamos e acreditamos na vitória. No entanto, já comentei por inúmeras vezes sobre o equilíbrio da série B do campeonato brasileiro. É tudo mais ou menos igual. Não vejo nada de extraordinário no líder Fortaleza, como não vejo o Boa Esporte, que é último colocado, inferior aos outros. A série B é um campeonato sem estrelas, muito disputado, onde prevalece, principalmente, o acerto, a organização em campo.

Relaxou
O time do Criciúma fez boa partida na vitória, contra o Avaí, em Florianópolis, e um ótimo jogo contra o Paysandu, em casa. Ganhou esses dois jogos, sem que pudessem contestar. Melhorou, mostrou organização tática, e venceu. No jogo contra o Boa Esporte, se desorganizou. Claro que o time sentiu a ausência do volante-meia, Eduardo, mas não foi essa a causa do empate. O time não teve o mesmo foco, a mesma pegada. Relaxou, dançou.

Pensando grande
Os dois jogos que o Criciúma terá, na seqüência, contra Oeste e Brasil, em Barueri e Pelotas, respectivamente, são jogos contra adversários, no máximo, do mesmo nível. Se reorganizando, voltando o foco, a atenção 100%, e a pegada forte, dá para pensar, no mínimo, em uma vitória.

RASANTES

Voltando ao gol sofrido, diante do Boa, apesar de o goleiro, Luiz, ter falhado, é inconcebível tantos jogadores postados na defesa, terem permitido o chute.

Falhas fazem parte do futebol. Se prestarmos atenção, veremos que, na maioria dos jogos, existem as falhas. Só não pode ser tão constante, como no Criciúma.

O que não podemos agora, é afirmar que nada presta, depois de nos entusiasmarmos com as vitórias contra Avaí e Paysandu. Não é assim.

Nosso negócio é sair da parte de baixo. O campeonato do Criciúma é sair do Z4, e se garantir na série B.

Técnico, Mazola Jr, está trabalhando, está arrumando o time. Com calma e trabalho, vai alcançar seu objetivo.

GOL DE PLACA: fase do atacante, Roger Guedes, no Atlético (MG), artilheiro da série A, e jogando o fino da bola. Vem grana aí para o Tigre!

GOL CONTRA: a Formula Um já está chata e sem graça, e para piorar, no GP do Canadá, deram a bandeirada final, duas voltas antes do correto.

Prejuízo

 personDante Bragatto Neto
access_time11/06/2018 - 15:20

Foi alertado, e não foi pouco. Comentei sobre isso, e especialmente, o técnico, Mazola Junior, chamou a atenção, afirmando que o jogo contra o Boa Esporte, seria o mais difícil, desde que ele assumiu o Criciúma. Pois deu no que deu. Empate em casa, e a perda de dois pontos, que deixariam o Tigre pertinho de sair do Z4, preso na zona do terror, apenas pelo saldo de gols, já que o Brasil perdeu em casa, para a Ponte Preta. Infelizmente, outra vez, o time foi prejudicado por falhas individuais, primeiro, porque, quatro ou cinco jogadores deram espaço para o atacante chutar, e depois, pela falha do goleiro tricolor.

Bom início e queda de produção
O Criciúma começou bem, logo fez seu gol, e parece que isso fez mal ao time, pois, a partir daí, o time mineiro foi crescendo, foi achando espaço, e criando sérios problemas à defesa tricolor. Antes de empatar, o Boa já tinha criado oportunidades para empatar. Torcedor que compareceu em bom número ao Heriberto Hülse, deu graças a Deus, quando terminou o primeiro tempo, sem que o Tigre tivesse um prejuízo maior.

Duas fora
O time vai ter que jogar bem mais, para recuperar o prejuízo, pois terá, agora, dois jogos seguidos longe de casa, no próximo sábado, em Barueri, contra o Oeste, e na semana que vem, em Pelotas, diante do Brasil. Não adianta nos enganarmos. Nossa briga é para ser melhor que quatro adversários, pois o objetivo é sair do buraco.

RASANTES

O Criciúma melhorou bastante, com a chegada do técnico, Mazola Jr, mas segue com problemas crônicos. Como a falta de atenção que propicia a falha individual.

O gol de empate do Boa Esporte foi numa bola bem chutada, mas também bem aceita pelo goleiro, Luiz.

Além de quatro ou cinco jogadores ficarem assistindo o chute do atacante, Luiz acabou “escondido” atrás dos jogadores. Falha na marcação, falha do goleiro.

Impressionante o número de gols sofridos pelo Criciúma, em falhas individuais. Por isso, também, o time está na zona de rebaixamento.

Apesar das constatações negativas que causam as críticas, temos visto coisas boas. É preciso paciência e trabalho. E que ninguém fale em brigar pelo acesso.

GOL DE PLACA: Tubarão, único catarinense a seguir em frente na série B do campeonato brasileiro.

GOL CONTRA: falhou o Tigre, mas falhou também o árbitro do jogo, que não marcou dois penaltes a favor do Criciúma.

Pra cima deles, Tigre!

 personDante Bragatto Neto
access_time09/06/2018 - 12:02

Com todo o cuidado, mas, em casa, junto com a sua torcida, pelo bom momento, vindo de duas vitórias consecutivas, diante de adversários do G4, o Tigre tem que tomar a iniciativa, e buscar a vitória, neste sábado, contra o Boa Esporte. Reafirmo que não existe esse negócio de jogo fácil, na série B do campeonato brasileiro. Este é um campeonato de disputa, de briga. Fazer uma vitória, como foi contra o Paysandu, 4 a 1, é coisa rara, muito difícil de acontecer. O entusiasmo tem que deixar para o torcedor. O time, em campo, tem que se manter focado no esquema e no objetivo.

É preciso vencer
Além da importância de somar mais três pontos, na classificação, na briga para sair da zona de rebaixamento, ganhar do Boa Esporte, deixa o time bem mais embalado para os próximos jogos, pois serão, dois fora de casa, na seqüência, em Barueri/SP, contra o Oeste, no dia 16, e depois, no dia 22, em Pelotas/RS, contra o Brasil. O Tigre não pode nem pensar em desperdiçar pontos, no jogo deste sábado. Ganhar, será mais do que bom.

Copa do Mundo
Semana que vem, vai começar a Copa do Mundo da Rússia, e, pela primeira vez, não há aquele entusiasmo todo, de copas anteriores. Pelo menos, por enquanto. Mas, certamente, em dias de jogos da nossa seleção, os brasileiros irão parar na frente da TV, ou de ouvido no rádio. E eu acho que vai dar liga.

RASANTES

Mesmo sendo Sábado Mais, vamos ter bom público, bem melhor que em jogos anteriores, pelo momento do Tigre, e porque mulheres não pagam.

Depois de tantas reclamações, broncas e vaias, o time do Criciúma faz por merecer a confiança e o apoio de sua torcida.

Estou confiante em mais uma vitória, pelo momento, e pela qualidade do plano tático do técnico, Mazola Jr, muito bem assimilado pelos jogadores.

Sempre comentei que, na série B, não tem estrelas. A questão fundamental é o acerto, a organização do time, em campo.

Antes do jogo deste sábado, em uma livraria no centro da cidade (calçadão), tem o lançamento aberto ao público, do livro, Carvoeiros, do colega J. Eder.

GOL DE PLACA: ingresso extra para o jogo, para os sócios, com cinco apostas na Timemania, com o Criciúma, como time do coração. Mulheres free.

GOL CONTRA: até o Abel Braga reclamando de dribles dos adversários, quando deveria aplaudir a arte dos meninos do Flamengo.

Lutando para sair do Z4

 personDante Bragatto Neto
access_time08/06/2018 - 16:33

O objetivo traçado para o momento, pelo técnico, Mazola Junior, é tirar o Criciúma da zona de rebaixamento. Vai muito bem, neste caminho, o novo comandante tricolor, que faz ótimo trabalho junto ao elenco, reabilitando o time, com duas vitórias, nos dois últimos jogos. Pode até sair do Z4, ao final da rodada de sábado, mas não depende apenas de suas forças. Tudo leva a crer que a má fase passou, no entanto, é preciso todo o cuidado. Não se permite relaxar. Futebol é foco 100%. Tem que ser assim, amanhã, no jogo contra o Boa Esporte, no Heriberto Hülse.

Sem mudanças
Não há nenhum motivo para se pensar em mudanças. O time do Criciúma para começar o jogo contra o Boa Esporte, certamente será o mesmo que começou, na goleada em cima do Paysandu. O bom, é que o técnico, Mazola Junior, terá um banco de reservas mais qualificado, com o atacante, Vitor Feijão, que cumpriu suspensão no último jogo, pela expulsão em sua estreia, diante do Avaí. Melhor ainda, creio eu, que terá um reforço fundamental, que é o torcedor, na arquibancada.

Cuidado
O Boa Esporte, adversário deste sábado, está na lanterna do campeonato. Alguém está pensando que será fácil vence-los? Não se enganem. Podem ter certeza que será um jogo extremamente difícil. Escrevam aí, será um jogo bem mais complicado, do que foi contra o Paysandu.

RASANTES

De novo, faço aqui, o chamamento ao torcedor, para que vá ao estádio, neste sábado, pois o time está fazendo por merecer a força da arquibancada.

Uma vitória, amanhã, será de fundamental importância, na caminhada do Tigre, no caminho da reabilitação. Meio a zero contra o lanterna, é goleada.

O time está evoluindo jogo a jogo, no esquema do técnico, Mazola Junior, que fala fácil, e se faz entender com facilidade.

O futebol, dentro de campo, não tem muito segredo. É saber trabalhar com o que tem, com competência, para tirar o melhor de cada jogador.

Goleio, Luiz, já fez 196 jogos com a camisa do Tigre. No jogo contra o São Bento, se estiver em campo, completará 200 jogos com o manto tricolor.

GOL DE PLACA: pelo Dia dos Namorados, mulheres não pagarão para ver o jogo do Tigre, desde que retirem o ingresso antes, na loja do clube.

GOL CONTRA: situação do jogador, Gustavo Scarpa, que não joga desde março, em função da briga judicial entre Fluminense e o Palmeiras.

Para lavar a alma

 personDante Bragatto Neto
access_time06/06/2018 - 12:43

Ganhar é muito bom, ganhar de um adversário do G4, como foi contra o Avaí, e ontem do Paysandu, é bom demais, e ganhar de 4 a 1, é melhor ainda. Na verdade, foi mesmo uma vitória, debaixo de chuva, para lavar a alma. Estamos vendo um novo Criciúma. Um Tigre determinado, brigando o tempo todo, e muito bem organizado pelo técnico, Mazola Júnior. Não há como contestar a vitória do Criciúma. Jogou muito bem, com quase todo o time . Apenas o volante, Jean Mangabeira, não esteve no seu melhor dia, errando alguns botes, e alguns passes. Muito bom ver o torcedor ir embora feliz da vida. Segue a luta para sair da parte de baixo, na classificação.

Assina Mazola!
É com o dedo do técnico, Mazola Jr, que o Criciúma mostra uma melhora muito grande no campeonato brasileiro. Arrumou o sistema defensivo, acabaram as falhas individuais, ajeitou o meio de campo, montando o losango, que está funcionando muito bem, e posicionou corretamente o centroavante, Zé Carlos, que nos últimos dois jogos, marcou três gols. Claro que ele valoriza os jogadores, mas nós sabemos que o técnico tricolor tem todos os méritos, neste momento.

Sábado tem mais
Apesar da vitória de goleada, ontem, não pensem em moleza. A série B é complicada. O time tem que estar focado o tempo todo. No jogo de sábado, contra o Boa Esporte, é preciso seriedade absoluta, pois, mais uma vez, em casa, certamente com muito mais apoio do torcedor, o Tigre tem que somar mais três pontos.

RASANTES

Os melhores do Tigre, na goleada em cima do Paysandu: Zé Carlos, Eduardo, e Luiz Fernando. Destacando a firmeza do setor defensivo.

Interessante como o meio de campo do Tigre foi arrumado, com Eduardo, que veio da base, e com Luiz Fernando, que há pouco tempo, era carta fora do baralho.

O bom é vermos que, em pouco tempo de trabalho, o técnico do Criciúma, conseguiu organizar seu time. E a tendência é melhorar.

Robson Izidro, superintendente geral do Criciúma, me disse ontem, que vamos ter novidades do marketing, para o jogo de sábado.

Alô, torcedor, vamos voltar! O time faz por merecer seu apoio e confiança.

GOL DE PLACA: vitória de 4 a 1, com dois gols de Zé Carlos, que ainda fez a assistência para o gol de Eduardo.

GOL CONTRA: hooligans russos prometem brigas durante a Copa do Mundo, mostrando o lado podre do ser humano.

Em busca da afirmação

 personDante Bragatto Neto
access_time04/06/2018 - 11:56

O Criciúma terá dois jogos em casa, esta semana, e a oportunidade de começar a grande virada nesta série B nacional. Como disse, o técnico, Mazola Jr, após a primeira vitória no campeonato, diante do Avaí, na capital, não há motivos para comemorar, afinal foi só a primeira vitória, e o time ainda está na zona de rebaixamento. Claro que a vitória tirou um peso enorme das costas de todos, e dá uma animada no grupo e na torcida. Mas, ainda há muito o que fazer. Os jogos de amanhã, contra o Paysandu, e de sábado, contra o Boa Esporte, são os jogos para a confirmação da reabilitação.

Torcida tricolor
Pela atuação do time em Florianópolis, pela aplicação tática, coletiva e individual, e, claro, pela vitória diante do Avaí, penso que o time do Criciúma faz por merecer um carinho especial, um apoio forte da sua torcida, no jogo de amanhã, contra o Paysandu, adversário que está entre os primeiros colocados, na briga pelo acesso. Esqueçamos as picuinhas, as broncas com esse ou aquele, e vamos ao estádio, torcer, e muito, para ajudar. Vamos, torcedor!

Seleção
O Brasil não fez um bom primeiro tempo, no amistoso, diante da Croácia. Ou, não jogou o que tem que jogar, para fazer bonito na Copa do Mundo, que começa daqui a alguns dias. Na etapa final, com a entrada de Neymar e com a mudança tática, aí sim, vimos o Brasil bem próximo do necessário, para brigar pelo título.

RASANTES

Estou desde sexta-feira, pensando nos motivos que o árbitro encontrou, para expulsar Vitor Feijão, no jogo contra o Avaí. Não vi nada que justificasse.

Interessante o futebol, pois, muitos que diziam que o time do Criciúma, era ruim, agora afirmam que não.

Eu não afirmo que o time do Criciúma é ruim, ou bom. A verdade, nua e crua, da série B, é que tudo é mais ou menos igual. É só questão de acerto e organização.

Pelo pouco que vi do volante, Marlon Freitas, e do atacante, Vitor Feijão, eles irão ajudar muito, o Tigre, na sequência do campeonato.

Gostaria muito de ver, amanhã, atitudes diferentes da torcida do Criciúma. Sonho em ver, de novo, aquela grande e entusiasmada torcida.

GOL DE PLACA: lançamento, hoje à noite, do livro, Carvoeiros, Paixão em Amarelo, Preto e Branco, obra do colega J. Eder da rádio Eldorado.

GOL CONTRA: falta de humildade de alguns colegas da capital, para reconhecer que o Criciúma foi bem melhor que o Avaí, na sexta-feira.

Venceu quem mereceu

 personDante Bragatto Neto
access_time02/06/2018 - 19:09

O Criciúma foi muito superior ao Avaí, no primeiro tempo, e, se não foi melhor, na etapa final, também não foi inferior ao time da Ilha. Foi, sim, o jogo mais consistente do Criciúma, neste campeonato brasileiro, onde ninguém jogou mal com a camisa tricolor. Vimos um time com equilíbrio nos três setores, com mais acerto, marcando o adversário com extrema eficiência. Uma pena, a expulsão de Vitor Feijão, que entrou muito bem, e certamente, se permanecesse em campo, o Avaí teria problemas. O Leão foi neutralizado pelo Criciúma. E o técnico, Mazola Jr, já conseguiu mostrar a sua cara.

Sequência boa
Com dois jogos seguidos em casa, na semana que vem, o Criciúma pode encaminhar a reabilitação definitiva na série B do Brasileirão. Terça-feira tem o Paysandu, e no sábado, o Boa Esporte. Independente de classificação, todos os jogos são difíceis. O Avaí, que ontem entrou em campo como favorito absoluto, ele no G4, e o Tigre na lanterna, sentiu este gosto amargo. É um campeonato muito equilibrado, e todo o cuidado é sempre pouco. É preciso estar ligado e brigar o tempo todo.

Elogios do chefe
Mazola Jr, ressaltou a determinação do seu time, elogiando, especialmente, a aplicação tática durante todo o jogo contra o Avaí. E ele está certo. Todo o time correu muito, e como disse o técnico tricolor, todos foram extremante obedientes. É o que tenho comentado, o segredo neste campeonato, é o acerto, a organização.

RASANTES

Será muito legal e importante, que o torcedor do Criciúma, ofereça um grande apoio no jogo de terça-feira, contra o Paysandu.

Se alguém acha que tudo será fácil, depois da primeira vitória, está enganado. Este campeonato é de muito equilíbrio. Qualquer jogo é pedreira.

Zé Carlos jogou como tem que jogar, na área do adversário, ou sempre perto dela. Sempre preocupando os zagueiros. Fez seu melhor jogo.

Outro que jogou muito bem, foi o lateral esquerdo, Marlon. Na minha opinião, um dos três melhores do Criciúma.

Zagueiro, Nino, fez uma partida perfeita, sendo escolhido como o melhor do Criciúma, na vitória diante do Avaí.

GOL DE PLACA: primeira vitória do Criciúma no campeonato brasileiro, justamente no clássico contra o Avaí, na casa do adversário, que faz grande campanha.

GOL CONTRA: para “uns e outros”, que ao final do primeiro tempo, na Ressacada, correram às redes sociais, afirmando: jogando como nunca, perdendo como sempre.

Indefinição

 personDante Bragatto Neto
access_time30/05/2018 - 14:31

Como o técnico, Mazola Jr, mudou a equipe, nos treinos, de um dia para outro, seguimos especulando em cima do time que será escalado para o jogo de sexta-feira, na Ressacada, contra o Avaí. O que está claro é que o treinador quer eficiência defensiva. Sua preocupação é o sistema defensivo, ou seja, o primeiro passo é não sofrer gol, o que me parece correto, como já comentei anteriormente. É evidente que o time precisa vencer, mas correr atrás do placar sempre é mais complicado. Desta forma, o técnico tricolor tem que ficar de olho “na cozinha”, mas, preocupado também com o seu ataque. Não sofrer gol é bom, mas é preciso fazer gol nos adversários.

Os reforços
Ralph, que já treinou na segunda-feira, e Marlon Freitas, que chegou na terça-feira, ambos volantes, e o atacante, Vitor Feijão, são os primeiros dos reforços contratados, de uma necessidade, segundo a direção de futebol, de, no mínimo, cinco, para a sequência do campeonato brasileiro, na busca da reabilitação, para sair da zona de rebaixamento. Marlon Freitas jogou alguns jogos no Fluminense. Ralph vem da base do Atlético (MG), sem aproveitamento no time profissional do Galo. Vitor Feijão, era tido como certo no Guarani, mas acabou vindo para cá. Foi um jogador importante no Paraná, no acesso, ano passado.

Jovens
Os três reforços anunciados, tem pouca idade, e, imaginando-se que serão titulares, deixarão o time do Criciúma bem mais jovem. Quero crer que sejam, os três, jogadores de boa velocidade, porque o Tigre que vem jogando, é muito lento, muito previsível, tanto na defesa, como no ataque.

RASANTES

O jogo de sexta-feira, é um clássico estadual, e ganhar do Avaí, na Ressacada, como aconteceu no estadual, é importante para levantar o astral.

Técnico, Mazola Jr, detectou uma situação que temos acompanhado, na defesa do Tigre. Os jogadores se comunicam pouco. Falta um “gritar” com o outro.

A verdade é que temos visto um time muito “pra baixo”, sem moral, e, por consequência, sem reação. Tem que mudar.

Como teve mais tempo para treinar, e já observou tudo o que podia observar, esperamos muito mais do técnico, Mazola Jr, para o jogo contra o Avaí.

Advogado, Albert Zilli, me disse que o Criciúma está seguro em relação ao atacante, Roger Guedes, e tem 75% do valor que o palmeiras receber, em qualquer negociação.

GOL DE PLACA: Cleber Medeiros, profissional formado no Criciúma, hoje trabalha como preparador físico nos Emirados Árabes. Está de férias na cidade.

GOL CONTRA: situação dos técnicos de futebol, no Brasil, que, pressionados por resultados imediatos, e pela incompetência de dirigentes, vivem na corda bamba.

Semana Avaí

 personDante Bragatto Neto
access_time29/05/2018 - 13:15

O técnico, Mazola Júnior, segue seu trabalho, visando o jogo contra o Avaí, na Ressacada, na sexta-feira. Pelo menos, se o campeonato brasileiro tiver seqüência, diante da situação que atravessa o país, neste momento. Não é somente a falta de combustível. Mas, de qualquer forma, é preciso trabalhar para o jogo. E não seria ruim, se não tivesse rodada esta semana, pois o treinador teria a oportunidade de trabalhar mais, quem sabe com mais reforços chegando. A verdade é que o Criciúma que jogou até agora, o campeonato, não serve. É preciso melhorar, muito.

Mudanças
A julgar pelo treino de ontem à tarde, o Criciúma terá alterações para o jogo contra o Avaí, saindo do time titular, o zagueiro, Nino, o lateral esquerdo, Marlon, o volante, Liel, e o meia, Elvis. Na primeira escalação, apareceu, de volta, o lateral direito, Sueliton, com Luiz Fernando na esquerda, com Jaci Maranhão, na zaga central, no lugar de Nino. Como primeiro volante, Jean Mangabeira, e Ralph, recém chegado do Atlético (MG), como segundo volante. Eduardo e Alex Maranhão, completaram o meio campo. A dupla de ataque foi formada por Zé Carlos e João Paulo.

Roger Guedes
Por uma boa grana, os árabes querem levar o atacante, Roger Guedes, emprestado pelo Palmeiras, ao Atlético (MG). Seria a salvação da lavoura para o Criciúma, que tem a maior parte do “passe” do jogador. Espero que o Criciúma esteja resguardado juridicamente, para não ser deixado fora do negócio.

RASANTES

Roger Guedes vive seu melhor momento, desde que foi para o Palmeiras. Tanto que a torcida do Atlético, está desesperada, com sua possível saída.

Muito se fala a respeito da negociação que o Criciúma fez com o Palmeiras. Tem gente que jura, que o clube não vai receber mais nada, por Roger Guedes.

Como o Criciúma tem um departamento jurídico experiente, sob a responsabilidade do advogado, Albert Zilli, certamente o negócio foi bem “amarrado”.

Tomara que Roger Guedes seja mesmo vendido para os árabes. É uma transação envolvendo uma boa grana. Reforçaria ($) muito o Tigre.

Comentamos sobre mudanças na escalação do Criciúma. Mas, se chegarem mais reforços, entre hoje e amanhã, pode, e deve, mudar mais.

GOL DE PLACA: ascensão do São Paulo, na série A do Brasileirão, depois de um início sob desconfiança. Hoje no G4, a 1 ponto do líder, Flamengo.

GOL CONTRA: Palmeiras recebe proposta de 19 milhões pelo seu percentual de 25% sobre Roger Guedes. E o Criciúma, com 75%, “seu” Palmeiras, como Fica?