Notícias em destaque

Programa de Exportação será atração da Feira Agroponte 2024

commentJornalismo access_time25/07/2024 08:40

Feira do mundo agro acontece entre os dias 14 e 18 de agosto em Criciúma

Caravaggio está na semifinal da Série B do Campeonato Catarinense

commentEsporte access_time21/07/2024 23:45

Azulão da Montanha garantiu vaga na Copa Santa Catarina de 2025.

Criciúma tem resultado negativo em Brasília

commentCriciúma EC access_time21/07/2024 23:53

reapresentação no Centro de Treinamento Antenor Angeloni ocorre na segunda-feira (22/07), a partir das 15 horas.

Voluntários unem forças para enviar kits de atividades e brinquedos para crianças no RS

Mais de 100 conjuntos com livros de pintar, de história, lápis de cor, massinha e brinquedo já foram destinados a abrigos e comunidades

comment Jornalismo access_time22/05/2024 - 13:30

Reportagem: Redação

O sentimento de impotência diante da tragédia vivenciada por centenas de milhares de pessoas no Rio Grande do Sul foi o estopim para que diferentes campanhas fossem idealizadas para arrecadação de donativos diversos para suprir as necessidades das famílias atingidas. Foi assim, com o desejo de colocar a mão na massa, que criciumenses iniciaram o movimento de arrecadar brinquedos e itens escolares para enviar a crianças gaúchas para que possam se distrair e se alegrar.

Chamada de Resgate da Alegria, uma das campanhas realizadas em Criciúma, já conseguiu enviar mais de 100 conjuntos com materiais escolares, além de pelúcias embaladas para presente. Os itens foram triados e preparados com carinho antes de serem enviados para Canoas e Cachoeirinha.

Por meio das redes sociais foram iniciados os primeiros contatos e divulgações e, em poucos dias, a arrecadação já foi suficiente para montar os primeiros kits com canetinhas coloridas ou lápis de cor, massinha de modelar, livro com desenhos para pintar, livro de história e ainda um pequeno brinquedo, somado a laços de cabelo e outros assessórios doados. Outros pacotes foram feitos com pelúcias tudo para levar conforto aos lares temporários.

Conforme a voluntária que liderou a ação, Marina Cardoso, a ideia surgiu ao ver o empenho de uma conhecida que, por ter dois filhos, logo pensou na necessidade de distrair as crianças que estão em abrigos ou alocadas em outros lugares, longe de suas casas, tendo perdido tudo, incluindo os próprios brinquedos e materiais escolares, e lidando com todo o sofrimento ao redor.

“Não estava conseguindo suportar a ideia de imaginar tanta gente sofrendo e não poder ajudar. Ir até lá fazer resgate não era uma opção para mim e já tinha feito muitas doações por Pix para diferentes frentes de doações, mas ainda assim sentia que podia fazer mais e queria unir forçar. Assim, convidei amigos mais próximos e familiares a entrarem nessa comigo e de cara tive muito apoio”, descreve.

Com alguns contatos, amigos e conhecidos replicando nas redes sociais, logo foi possível identificar locais de coleta. Atualmente a campanha conta com nove pontos, em cinco cidades da região, disponíveis para receber doações, além de uma conta criada especialmente para receber contribuições em dinheiro.

“Já enviamos, por meio de conhecidos, os primeiros kits. Foi uma realização montar cada pacote pensando em oferecer algo que fosse de fato entretê-los e alegrá-los. Sentimos uma gratidão profunda por tanta gente ter se disponibilizado a doar o que tinha em casa, contribuir com alguma quantia em dinheiro ou colaborar na montagem dos pacotes e triagem das doações. Foi um sopro de esperança no bem. Estamos agora motivamos para a segunda parte, acreditando que mais uma vez vamos ver esses materiais se multiplicarem para levar alegria ao Rio Grande do Sul”, destaca Marina.

A principal necessidade da campanha neste momento segue sendo a doação de brinquedos usados em bom estado, assessórios como laços e tiaras, além de lápis de cor, já que o grupo já conta com uma quantidade de livros para pintar e precisa dos materiais para formar os conjuntos. Além de caixas novas de canetinha, lápis de cor e massinha, é possível também doar os materiais em bom estado para sejam divididos entre os kits.

"Mesmo com o passar de alguns dias a situação ainda é muito delicada por lá. São milhares de famílias em abrigos ou alocadas em casas de amigos e familiares. Eles seguem precisando da nossa ajuda em todos os sentidos e não podemos deixar o assunto de lado", pontua ainda.

Os interessados em colaborar podem deixar doações nos pontos de arrecadação abaixo descritos ou contribuir por meio da chave Pix (48) 996613530.

A expectativa da equipe de voluntários é de que neste final de semana seja possível reunir as doações para montar os presentes e encaminhar aos próximos destinos no início da próxima semana.

Pontos de Coleta

Criciúma:

  • MM Rosso Comerciário, Quarta Linha e Comerciário City Clube
  • Santa Bike - São Cristóvão (Avenida Centenário n° 4780)
  • Espaço multidisciplinar Zeca - Próspera
  • Scarpan Calçados- Próspera
  • Salão da Jurema - Rio Maina

Cocal do Sul:

  • Digital Celulares

Lauro Muller:

  • Ciclo Center

Urussanga:

  • De Rochi Home Decor

Içara:

  • Fisioclínica

Colaboração: Jornalista Mayara Cardoso

content_copyAssuntos relacionados

Mais notícias de Jornalismo

Programa de Exportação será atração da Feira Agroponte 2024

commentJornalismo access_time25/07/2024 08:40

Feira do mundo agro acontece entre os dias 14 e 18 de agosto em Criciúma

  Entrevista com o fotógrafo Josué Diehl

commentJornalismo access_time24/07/2024 16:20

Tudo a Ver, com Rubia Ramos - 24/07/2024

Eleições 2024: MDB terá chapa pura na eleição de Criciúma

commentJornalismo access_time24/07/2024 08:10

Paulo Ferrarezi é o candidato a prefeito com o médico Anibal Dário como vice

Projetado para corridas, trator de arrancadas estará em exposição na AgroPonte

commentJornalismo access_time23/07/2024 16:40

Feira acontece de 14 a 18 de agosto no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma.

Hérnias abdominais: médico do HSJosé esclarece dúvidas sobre o problema

commentJornalismo access_time21/07/2024 23:59

Fraqueza da parede abdominal é uma das causas da doença que necessita de tratamento cirúrgico.