Notícias em destaque

  Manoel Mota fala sobre desistência de candidatura

commentJornalismo access_time19/07/2018 09:45

Deputado Manoel Mota, do MDB, confirmou nesta quarta-feira (18) que não será candidato à reeleição

  Copa América 2019, no Brasil, apresenta sua logomarca oficial

commentEsporte access_time19/07/2018 14:00

Com Japão e Catar confirmados, Copa América 2019 conhece a sua logomarca. Conmebol divulga imagem em vídeo e faz contagem regressiva

Vinda de jogador para o Criciúma fica complicada

commentCriciúma EC access_time19/07/2018 09:30

Está semana ainda foram dispensados três jogadores do Tigre

João Paulo Messer

Sou João Paulo Messer, 55 anos, dos quais 38 atuando no jornalismo, apresento de segunda a sexta-feira o Programa João Paulo Messer na Rádio Eldorado (AM 570 e FM 89,5), entre 7h e 10h. Também publico a coluna Radar todos os dias no jornal Diário de Notícias. Neste espaço, abordo os principais temas das pautas de política e economia.

Últimas postagens de João Paulo Messer

Coluna de Quinta-feira

access_time19/07/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

Boi é para a invernada
Invernada para o gaúcho é um local onde se confina o gado para a engorda. Como bom lageano - e lageano tem sangue gaúcho - o ex-governador Raimundo Colombo revelou, ontem, em longa entrevista sobre o momento da política, que ele não é adepto da tese de que “de se dar um boi para não entrar na briga, mas se necessário uma boiada para não sair dela”. Colombo tem outra tese: a de que boi é para formar capital. Quer dizer, ele não vai dar sequer a ponta do rabo de um só boi para entrar em qualquer conflito. Por seu estilo, parece disposto pagar o preço necessário para não entrar em qualquer rota de colisão. Por isso não vai dar soco na mesa para redefinir qualquer possível caminho errado que o seu partido possa estar tomando. Nem que lhe custe uma eleição para o Senado, mas para o confronto ele não vai. Essa mesma regra vale para sua relação com o governador Eduardo Moreira. Se há algum ressentimento, este fica guardado.


NA AGENDA
Raimundo Colombo permaneceu dois dias em Criciúma, com tempo suficiente para fazer agenda do PSD, terça-feira à noite na casa do deputado estadual Ricardo Guidi. Ontem antes de seguir para Cocal do Sul, Lauro Müller e depois subir a serra, encontrou-se com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

COMBINAÇÃO
Apesar de desconversar as provocações sobre a sua relação com Eduardo Moreira e o MDB, Raimundo Colombo não esconde que hoje trabalha com um plano que não tinha: disputar a eleição sem contar com a ausência do apoio do MDB. Ele não tem como fugir à leitura de que passou o tempo todo planejando ser candidato ao Senado com o apoio emedebista e que jamais imaginou o cenário que enfrenta.

SOB RISCO
Quando estava no governo Raimundo Colombo preparou a saída por cima e tinha uma das duas vagas catarinenses ao Senado quase selada com o seu nome. As circunstâncias, entretanto, o lançam a um jogo arriscado. Emergiu na sua sigla a liderança do deputado Gelson Merísio que elegeu como seu adversário o MDB, justo o maior aliado de Colombo. Associado a isso a denúncia não confirmada de caixa dois “enternou o caldo”. A fórmula saiu da medida.

SÁBADO “D”
Neste sábado acontece no mesmo “pavilhão” – Assembleia Legislativa – em diferentes ambientes dez convenções partidárias. É o PSD e outras nove siglas, todas da composição construída por Gelson Merísio. A coincidência de data, hora e local demonstram que o “castelo merisiano“ segue de pé, apesar dos ventos e ondas fortes.

PREVISÍVEL
Já passa a fazer parte do previsível que a maioria destes partidos deve dar “control-C, control-V” na decisão do PSD e que esta é a de retardar para o último dia do prazo, 5 d agosto, as definições sobre composições. Não foi precipitada, mas não tem inserção na lógica atual antecipar estas convenções. A tendência é que todos os partidos devem decidir que não vão decidir, ainda.

ENVIEZOU O DEBATE
O prefeito Helio Cesa Alemão lançou a ideia de retomar o debate sobre o resgate do nome da cidade dado pelos imigrantes. Foi domingo durante solenidade religiosa em alusão à colonização italiana no hoje município de Siderópolis. A proposta é boa, mas veio com a sugestão de que deve se manter Siderópolis acrescentando a original Belluno ou Nova Belluno. A emenda é que não que não pegou. Assunto deve ser sepultado logo.

BASTIDORES
TRE cassa Daniel Freitas
A decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que decidiu pela cassação do mandato do vereador Daniel Freitas, de Criciúma, por infidelidade partidária, não surpreende. O caso é de enquadramento típico. Só poderia ter sido evitado se ele tivesse negociado melhor com o Partido Progressista, sigla pela qual elegeu-se vereador com 3.423 votos. Como ele trocou de partido, indo para o PSL (de Jair Blsonaro), pelo qual vai concorrer a deputado federal, incorreu na infidelidade e a Justiça mandou devolver ao PP a cadeira na Câmara. Quem assume é o suplente Edson Luiz do Nascimento, Paiol, que fez menos da metade dos votos de Daniel.

TÁ FORA O atual suplente de deputado estadual do MDB, Manoel Mota, anunciou ontem que após sete mandatos seguidos e 34 anos de vida pública, pela primeira vez não vai disputar nenhum cargo. Sua desistência abre campo para outros candidatos a deputado, especialmente Ada De Lucca e Luiz Fernando Cardoso Vampiro, ambos da mesma sigla de Mota.

APAE Emocionante solenidade da Câmara de Vereadores de Criciúma marcou ontem a comemoração dos 50 anos da APAE Criciúma. A instituição tem uma série de atividades previstas para os próximos dias. Hoje é uma das mais bem organizadas entidades assistenciais. Sua história é maravilhosa. O trabalho da mesma foram.

SESSÃO Apenas sete dos 17 vereadores compareceram sessão solene de homenagem as 50 anos da APAE, ontem à noite. Giovana Zanette, Zairo Casagrande, Camila do Nascimento, Miri Dagostin, Júlio Kainski, Júlio Colombo e Salésio Lima

CAFÉ O prefeito de Criciúma, Clesio Salvaro, voltou a convidar a imprensa para um café com troca de ideias. Será hoje às 15h. Bom ou ruim, esta prática é uma das que diferencia o seu primeiro mandato do atual.


FRASE DO DIA
“Confesso que a crise econômica enfrentada pelo país e algumas medidas que a gente teve que tomar contribuiu, mas o que me machucou muito foi a denúncia, que agora se viu não tinha nada de verdade. Agora não adianta, o estrago já foi provocado. Resta erguer a cabeça e se manter na luta .”
Raimundo Colombo, comentando os fatores que desarrumaram o seu projeto inicial de candidatura ao Senado.

Coluna de Quarta-feira

access_time18/07/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

COLOMBO ESTÁ À PROVA
Desde ontem no Sul do Estado, o ex-governador Raimundo Colombo, figura mais reclamada até então em virtude da sua passividade em relação ao processo eleitoral, tende virar o jogo. Tudo isso por necessidade e por circunstâncias favoráveis. Como num processo de gangorra, enquanto o deputado Gelson Merísio, que vinha no “timão” do barco melhor embalado para a eleição, e que parece ter virado alvo preferido inclusive de aliados, Colombo tem credenciais para sentar na ponta da mesa dos ajustes. Precisa fazer isso porque a omissão por lhe ser implacável. Se não o fizer sua eleição ao Senado, que um dia já foi dada como certa, corre riscos. Pode fazer isso animado pela notícia que abriu esta semana, quando viu arquivada a denúncia que lhe tirava o sono. A notícia não poderia ter vindo em hora melhor. Não se espera de Colombo que ele substitua Merísio, a quem o próprio governador entregou o comando das negociações, mas se espera que ele se ponha a altura de um ex-governador de dois mandatos num jogo cheio de estreantes.


NA AGENDA
Raimundo Colombo teve na sua agenda, ontem, visita do Bairro da Juventude, um dos projetos sociais contemplados no seu governo. A noite foi recepcionado em evento organizado pelo deputado Ricardo Guidi. Hoje ele se encontra com o prefeito Clésio Salbaro. Antes fará agenda nas emissoras de rádio.

TRÊS EM DOIS
O pior cenário para Raimundo Colombo é uma disputa em chapa dobrando com Esperidião Amin e concorrendo com o emedebista Paulo Afonso Vieira. Os três brigando por duas vagas ao Senado sacrifica um. O emedebista parte de um mínimo forte de um partido que no passado foi capaz de eleger Dário Berger senador. Amin parte do mesmo mínimo alto.

SANGRIA
Mesmo com o arquivamento da denúncia contra Raimundo Colombo, ele sangra. As penas jogadas ao vento não retornam ao travesseiro que dê sono tranquilo ao candidato a senador. Não há mais tempo para usufruir da figura de vítima. A disputa em que Colombo entrou pode ser mais acirrada do que a disputa para o governo do Estado.

PODE SER PIOR
O pior cenário para Raimundo Colombo seria uma chapa que punha ele em dodradinha com Esperidião Amin versus uma chapa cm Paulo Afonso Vieira e Paulo Bauer em outra dodradinha. Isso acontece em caso de coligação PSD e PP de um lado e PMDB e PSDB de outro.

SÉRIE “B”
Numa analogia com o futebol a eleição para governador do Estado parece um campeonato de aspirantes. Apesar de alguns bens credenciados, nenhum dos pré-candidatos tem postura de protagonista. Mauro Mariani assumiu há menos de 15 dias; Gelson Merísio se convenceu, mas não convenceu o eleitorado; Esperidião Amin carece de sustentação do partido e Paulo Bauer parece assombrado com algum fantasma. Por fim, Joao Paulo Kleinibung sentiu-se encorajado.

LIDERANÇA
Nesta semana eu escrevi sobre a falta que Luiz Henrique da Silveira faz à eleição de 2018. Imagino o quanto Raimundo Colombo lamenta a ausência do líder emedebista. Tivesse vivo, LHS já teria sentenciado que o MDB deveria ter como segundo voto Raimundo Colombo. Era o acordo. Com LHS foram sepultados muitos acordos, inclusive o que dava uma vaga a Colombo no Senado.

HOMENAGEM
A APAE será homenageada em sessão especial hoje à noite. A sessão solene será no auditório da SATC, às 19h.

HORA APERFEIÇOAMENTO
Ou O governo explica melhor as suspeitas de que há servidores que “compraram” hora aperfeiçoamento para melhorar os seus vencimentos, ou o Sindicato dos Servidores exige uma explicação melhor do governo. A suspeita foi lançado em forma de projeto encaminhado à Câmara de Vereadores regulando este cursos. A suspeita é tratada de forma tão natural em meio ao funcionalismo, que uma das empresas prestadoras do serviço teria fortes ligações, inclusive com alguns servidores.


PORTO O empresário Édio José Del Castanhel, passa a integrar o Conselho de Autoridade Portuária do Porto de Imbituba, representando a ACIC. O conselho realiza reuniões técnicas com foco em tratativas administrativas, medidas para fomentar a ação industrial e comercial, ações com o objetivo de desenvolver mecanismos para atração de cargas e de estímulo a competitividade.

PRECATÓRIOS Os municípios e inclusive o Estado correm risco de ver as contas bloqueadas por falta de pagamento dos precatórios. Os despachos estão de maneira uniforme sobre mesas no Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Se isso ocorrer o governador Eduardo Moreira verá ameaçada a sua prioridade: pagar o funcionalismo em dia.

MOTA FORA O deputado estadual Manoel Mota fará entrevista coletiva hoje às 10h, em uma residência em Araranguá, para anunciar o seu futuro político. Ontem já era dada como certa a sua desistência. Após oito mandatos, ele está saindo da disputa. Assim como ele outros pré-candidatos podem tomar o mesmo caminho.

VAI BEM Só pela parceria que firmou com o Sindicato dos Bancários o Procon de Criciúma, sob a gestão do jornalista Gustavo Colle, já merece elogios. Comerciantes e consumidores elogiam a melhora no atendimento do órgão.


FRASE DO DIA
“Ao conversar com um dos servidores veio a revelação de que ele simplesmente comprou hora aperfeiçoamento. Isso despertou uma situação grave. O município desembolsa hoje mais de R$ 15 milhões de pagamento de há aperfeiçoamento.”
Ana Cristina Youssef, procuradora do município de Criciúma, explicando porque o município decidiu aumentar o rigor de vigilância sobre documentos apresentados por servidores para melhorar os seus vencimentos.

Coluna de Terça-feira

access_time17/07/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

CHAPA PURA, MAS JANELA ABERTA
A reunião do PSDB, ontem na capital, foi a típica reunião destes tempos de ajustes finais às composições de chapas. Anuncia chapa pura, mas mantém “a janela aberta” para qualquer possibilidade, leia-se a adesão de qualquer partido que se junte à coligação. E vai ser assim até o dia 5 de agosto: reuniões de definições sem definições. Se há algo mais forte que se recolheu da reunião do tucanato ontem é que aquele movimento que pende para oferecer o vice na chapa com o MDB esteve ligeiramente mais silencioso. Mas também pudera, o grupo que prefere o lado do PP veio armado com o discurso de que o partido não pode abrir mão da cabeça de chapa. Entre estes está o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

DESARRUMA
Na reunião do PSDB, ontem, tucanos se referiram – sem citar – ao projeto do PSD como “algo que estava arrumado e que agora está desarrumado”. Estas palavras na boca do senador Paulo Bauer sugerem que as conversas com partidos até então dados como alinhados com o PSD podem estar gerando outro tipo de composição.

CINCO CHAPAS
O PSDB só terá chapa pura se forem cinco candidaturas, leia-se: MDB, PP, PSD, PT e o próprio PSDB. Se PSD e PP estiverem mesmo juntos, como planeja desde o início Gelson Merísio, o PSDB estará com estes partidos ou com o MDB. Sobre o DEM, a possibilidade é estar com o PP. Cinco chapas parece ser o jogo preferido dos tucanos.

PRÓXIMO
O PSD de Gelson Merísio tem convenção marcada para sábado na capital. Pelos últimos movimentos aumenta a expectativa de que a reunião será conclusiva. Por exemplo, não deve acontecer o que vinha sendo bancado até então, de que Gelson Merísio é candidato a governador e venha quem quiser para ocupar as outras vagas. A tendência é que uma comissão receba autonomia para compor com outros partidos até o último prazo.

COLOMBO
O ex-governador Raimundo Colombo tem agenda marcada para hoje e amanhã na região de Criciúma. Ontem ele foi notícia em virtude do arquivamento da denúncia feita por um dos diretores da JBS, de repasse de dinheiro não contabilizado. Em delação premiada, Ricardo Saud deu detalhes do que teriam sido os repasses, dinheiro buscado pelo então Secretário de Estado da Fazenda, Antônio Gavazzoni, cuja denúncia também foi para o arquivo.

CRESCEU
A agenda no Sul do Estado não é uma consequência do arquivamento da denúncia, mas sim uma coincidência. Ocorre que até então se ouviu muito pouco dos movimentos de Raimundo Colombo. Se considerarmos uma condição normal ele ganha fôlego inclusive na condução do processo eleitoral, que está inteiramente na mão de Gelson Merísio.

EMEDEBE
O pré-candidato a governador Mauro Mariani (MDB) encaminhou ontem aliança com o PPS e o PR, partidos que já estavam na relação dos aliados. O anúncio deve ser feito apenas na semana que vem.

BASTIDORES
BOMBA PRESTES A EXPLODIR
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Criciúma reagiu com veemência a um projeto enviado pelo Executivo à Câmara de Vereadores. Quer manter a possibilidade dos servidores melhorarem os seus ganhos com cursos de aperfeiçoamento, pois isso está previsto no plano e cargos e salários. O que é absolutamente legal pode remeter a uma investigação que exponha uma prática que o contribuinte em geral pode não receber com a mesma simpatia que os beneficiados. É que o governo está propondo selecionar melhor o tipo de empresas que oferecem os cursos. A suspeita é que qualquer empresa oferece curso. A proposta que está na Câmara se refere daqui por diante, nada fala das conquistas já obtidas. Esta matéria, entretanto, pode extrapolar a discussão interna e remeter a uma investigação a cursos já realizados e ganhos já obtidos. Há suspeita de que tem gente “comprando” horas. E quem paga essa conta é o contribuinte.


MAIS POLÊMICA Outras matéria que se for explicitada ao contribuinte dará o maior barulho é o ajuste que está sendo feito para remunerar os advogados da prefeitura com os chamados honorários de sucumbência. O advogado do município leva estes percentuais até a sua aposentadoria.

OBSERVATÓRIO Nos casos que tratam da remuneração dos servidores deve haver manifestação do Observatório Social.

DISCUSSÃO Servidores municipais de Criciúma estiveram reunidos com os vereadores, ontem, pedindo para cessar os avanços da discussão do projeto denominado: “hora aperfeiçoamento”. Farão um debate com os vereadores a respeito do assunto na próxima segunda-feira.

GANHOS Um servidor, mesmo em início de carreira, paga hoje R$ 80,00 por um curso de aperfeiçoamento com 300 horas o que lhe permite acrescentar ganho de R$ 112,00 corrigidos até o fim da sua carreira, sendo que se aposenta com estes ganhos. Cada servidor pode chegar a duas mil horas de aperfeiçoamento.

PERDIDOS A pérola desta eleição já está eleita: Esperidião Amin perdeu seu aparelho de telefone, justo neste último fim de semana, quando mais foi procurado por jornalistas para falar de um suposto encontro com Geraldo Alkmin. Ontem ele o próprio Amin disse que é mentira que teve este encontro.

PORÉM A suspeita de bastidores não é que Amin tenha falado com Alkmin e dai surgiu uma possibilidade de intervenção no PSDB de Santa Catarina, mas que Jorge Bornhausen, como conselheiro de Alkmin teria sugerido isso.


FRASE DO DIA
“Hoje é um dia muito especial na minha vida e eu quero agradecer a todas as pessoas que confiaram em mim, que acreditaram em nós e que defenderam a gente em momentos difíceis de pessoas que nos acusaram.”
Raimundo Colombo, ex-governador do Estado, comentando o arquivamento da denúncia contra ele de um dos ex-diretores da JBS, de repasse de dinheiro não contabilizado.

Coluna de Segunda-feira

access_time16/07/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

A FALTA QUE FAZ LHS
A leitura do cenário eleitoral de Santa Catarina nos últimos 20 anos é a maior homenagem que se pode interpretar ao ex-governador Luiz Henrique da Silveira. Foi ele quem construiu a maior aliança e base de sustentação ao governo dos últimos quatro mandatos. Derrotou seus adversários sem anulá-los por completo, mas principalmente foi líder de uma grande coligação sem impedir o surgimento de novas lideranças. Pelo contrario, LHS entregou camisa e jaqueta simbolizando a transmissão da liderança. Foi gigante a ponto de conduzir sem medo de ser engolido por líderes que ajudou a alimentar, entre eles Eduardo Moreira, Raimundo Colombo, Mauro Mariani, Paulo Bauer, Dário Berger. E na primeira eleição que ele falta, eis ai a “pobreza política” que vemos.

PASSO A PASSO
JPK foi o primeiro a dar sinais de isolamento de Gelson Merísio. O próximo deve ser o PP (se Esperidiõ Amin conseguir). O terceiro passo é DEM e PP atrair o PSDB. O quarto e último passo é a distribuição das vagas. Este é o plano que Esperidião Amin e Joao Paulo Kleinubing estariam trabalhando hoje.

ESTAVA ESCRITO
A negativa de João Paulo Kleinubing (DEM) ao convite para ser vice de Gelson Merísio (PSD) é reflexo daquele movimento feito nos tempos em que Eduardo Moreira e Raimundo Colombo escalaram Júlio Garcia interlocutor para a construção. Aquele foi o primeiro movimento para isolar Gelson Merísio. É do tempo em que Colombo acreditava que poderia se eleger senador com apoio do PMDB sem romper com Merísio.

ACORDOU CEDO
O que Eduardo Moreira, Raimundo Colombo e outros demoraram a ver é que ninguém trabalhou tão bem politicamente na liderança dos partidos quanto Gelson Merísio. Quando “acordaram” Merísio havia conquistado todos. Restou Mauro Mariani que não se comprometeu com o PSD e Esperidião Amin que se isola em seu próprio partido, e mais recentemente Joao Paulo Kleinbing, que viu brilhar a estrela da esperança em meio a toda confusão.

CONVENHAMOS
Deve ser entregue a PSDB o troféu incompetência se o partido não sustentar uma candidatura em que se ponha na cabeça de chapa e com duas das quatro vagas da chapa majoritária. Interesses pessoais ou fragilidades pontuais são a ameaça capaz de comprometer um projeto mais audacioso ao partido.

SEGUNDA TUCANA
O PSDB tem reunião hoje na capital do Estado para discutir os próximos movimentos. Existem fortes divergências internas. É possível que a reunião de hoje no partido defina a data da convenção. As especulações são de que forças externas sugiram intervenção no partido.

EM CAMPANHA
O pré-candidato emedebista ao governo do Estado, Mauro Mariani, esteve o tempo todo ao lado do prefeito de Orleans, Jorge Koch, na sua visita à Feagro, sábado. Kock é natural de Braço do Norte e hoje um dos lideres mais respeitados na região. Mariani, ao final conversou separadamente com ele sugerindo a tese de que o convidou para coordenar a campanha de Mariani nos municípios entre Criciúma e Tubarão.

BASTIDORES
Pacote de Salvaro
Os vereadores de Criciúma passaram o fim de semana, debruçados, sobre o pacote de projetos enviado pelo prefeito Clésio Salvaro na última sexta-feira. Antes o prefeito fez uma reunião ainda na sexta-feira pela manhã para detalhar cada matéria. Aparentemente as matérias passam ser maiores dificuldades, embora a pressa com que o Executivo pretenda a aprovação sempre sugere apreensão. Entre as matérias está o sepultamento daquele projeto de alteração do trânsito na região do bairro Pio Correa.

NA BATUTA A revelação que já tem mais como ser mantida em sigilo, como pretende o protagonista, é que Jorge Konder Bornhausen está mergulhando fundo no processo de construção das chapas à eleição de Santa Catarina. Ele que faz parte do time de “conselheiros” de Geraldo Alkmin tem tido reuniões com Esperidião Amin e João Paulo Kleinubing, com frequência. Teria sido assim na sexta e ontem (domingo) à noite.

TUCANO O plano JKB insere Santa Catarina no mapa do planejamento tucano nacional. Os movimentos em Santa Catarina podem ajudar a construir a chapa com o PSDB.

EMEDEBE O deputado federal Mauro Mariani passou por Braço do Norte no fim de semana em incursão sem os movimentos característicos de um pré-candidato a governador. Essa pompa é para um segundo momento. Ele só estará na região em campanha depois que for conduzido pela mão por Eduardo Moreira. Isso aumenta o comprometimento de Moreira com a sua eleição. Pelo menos na teoria.


FRASE DO DIA
“Quem quer que seja do PSDB que queira ser candidato a vice em outra chapa, de outro partido, terá que disputar a convenção comigo.”
Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB, em resposta ao site “SC em pauta”.

Coluna do Fim de Semana

access_time14/07/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

Vez de JPK dar as cartas
Em se confirmando a informação de que o deputado federal João Paulo Kleinubing (DEM) estará em Criciúma, neste fim de semana, para conversar com o prefeito Clésio Salvaro (PSDB) associado ao anuncio dele (JPK), nesta sexta-feira, de que não quer ser vice na chapa de Gelson Merísio (PSD), fica evidente articulação para juntar DEM, PSDB e PP na chapa. Isso cria isolamento de Merísio. Mas esse jogo tem um “porém” aparentemente difícil de ser superado. Trata-se do fato de JPK e Napoleão Bernardes (PDB) serem da mesma cidade. Napoleão tem ofertas melhores para o PSDB, por isso não tem como ficar fora da aliança. Assim, neste momento pode-se enxergar o momento em que João Paulo Kleinubing tem a oportunidade de dar as cartas. Isso não significa vitória no jogo.

ISOLA PSD
O movimento de JPK rejeitando a vaga de vice de Merísio foi justificado com sua intenção de ser candidato a governador. JPK pode usar a seu favor a insegurança jurídica de Paulo Bauer para convencê-lo a ficar fora da cabeça. Já Esperidião Amin teria que praticar o gesto de abrir mão da cabeça de chapa com o mesmo objetivo, isolar Gelson Merísio.

QUATRO PASSOS
A construção em andamento teria quatro passos. O primeiro foi dado por JPK rejeitando a condição de vice de Gelson Merísio. O segundo é o PP fazendo o mesmo. O terceiro é o PP e o DEM atrair o PSDB e o quarto é posicionar os candidatos em suas vagas. A pedra no sapato da caminhada segue sendo o fato de JPK e Napoleão Bernardes serem da mesma cidade.

FANTASMA
Se o MDB convive com o fantasma do desgaste dos 16 anos no poder e o desgaste que a siga possui, o PSDB sofre o mesmo com a insegurança jurídica de Paulo Bauer. Já o PP tem a dificuldade do racha interno, pois Amin anda isolado por uma estratégia de isolamento que ele mesmo construiu. Gelson Merísio tem contra si os baixos números de pesquisa e JPK o fato de ser o menor nesta briga de “gigantes”.

PAVAN DE VOLTA
O deputado estadual Leonel Pavan fez a sua primeira aparição pública após sofrer um Acidente Vascular Cerebral. Foi quinta-feira num evento de turismo parque Beto Carrero, em Penha. Ao seu lado o criciumense e amigo pessoal Eduardo Loch, que atualmente está no exercício como Secretário Municipal de Turismo, Tecnologia, Pesca e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis.

CONSTITUINTE
Dos grandes nomes da política nos anos 80 na região de Criciúma serão atração num congresso da OAB, neste sábado. Walmor De Lucca e Ruberval Pilotto falarão sobre a construção da Constituição de 1988 – a atual. Eles, com Eduardo Moreira, foram os representantes da região de Criciúma naquele evento que durou quase dois anos e tem reflexos por décadas em nossas vidas.

DE VOLTA
Quem tem agenda no Sul do estado é a ex-senadora Ideli Salvatti (PT). Ela visitou o Hospital São Donato e Içara. Ela que já foi a “Gleisi Hoffmann” do PT nos tempos do presidente Lula, viveu alguns anos fora do país. Apesar conduzir com cautela o assunto ela figura na lista dos prováveis candidatos. É a velha expressão de “soldado do partido”.

BASTIDORES
PACOTAÇO DO SALVARO
Os vereadores devem passar o fim de semana debruçados sobre o pacote de projetos que o prefeito de Criciúma mandou à Câmara de Vereadores nesta sexta-feira. A maioria das matérias gera polêmica e em todos os governo tem pressa para votar. Para isso Clésio Salvaro chamou os vereadores e explicou uma a uma das matérias, numa reunião sexta-feira pela manha. Mas isso já ocorreu em outras épocas, nem por isso a pressa desejada pelo Executivo foi obedecida no Legislativo. Entre as matérias esta a desobstrução para facilitar a estadualização do Hospital Materno Infantil Santa Catarina e outro que investiga a credibilidade de diplomas apresentados por alguns servidores municipais que obtiveram avanços na carreira e ganhos financeiros com isso.


ESTRATÉGIA Pelos movimentos do governo municipal de Criciúma está evidente que há desconfiança de que o Governo do Estado pode dificultar para cumprir a promessa de estadualização do Hospital Materno Infantil Santa Catarina. Apesar de não dizer isso, encaminhamentos sugerem esta desconfiança.

ESTADO Não durou muito a manchete “vendida” pelo Governo do Estado de que o 13º salário está com 25 por cento “antecipados”. A leitura já é outra: “após 11 anos o governo não consegue pagar metade do 13º salário dos servidores”. Isso vem acompanhado do medo de atraso na folha.

FUMAÇA O governo municipal de Morro da Fumaça anunciou que pagará na próxima terça-feira metade do 13º salário dos servidores municipais. Serão injetados R$ 800 mil na economia local.

RINCÃO A mega estrutura, os shows gratuitos e a organização da Festa da Tainha, que acontece desde a última quinta-feira impressionam inclusive gestores de outros municípios. A administração municipal do Balneário Rincão realiza mais um daqueles movimentos de impacto.

MEGA Os méritos da gestão municipal do Balneário Rincão consolidam o governo do prefeito Jair Celoir Custódio, mas o segredo pode estar na audácia de um aliado, velho conhecido da região. Trata-se do audacioso e estrategista Eraldo Peruchi.

BASTIDORES Dono de uma das cabeças mais privilegiadas na articulação política, Eraldo Peruchi saiu de cena para atuar de fato nos bastidores, ainda no final da década passada. Setores do partido entendiam que ele carregava parte da imagem do desgaste do partido porque sempre ”deu a cara prá bater”. Porem, ninguém abre mão das suas estratégias.


FRASE DO DIA
“Tirando PT, todos estão na nossa lista de possibilidades ”.
João Paulo Kleinubing, deputado federal que passou a ser o personagem da movimentação política de Santa Catarina.

Coluna de Sexta-feira

access_time13/07/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

Amin só vai com o PSDB
Assim como Eduardo Moreira tentou botar no jogo o prefeito de Criciúma, para manter-se pré-candidato a governador, pode acontecer com Esperidião Amin. A pedido de Moreira os empresários Olvacir Fontana e Flávio Spillere tentaram convencer Clésio Salvaro a ajudar a convencer o PSDB a fechar com Moreira. Saíram sem ouvir o que queriam. Coincidência ou não, três dias depois Moreira saiu do jogo. Pois neste fim de semana Salvaro deve receber outro emissário. Desta vez e o deputado federal João Paulo Kleinubing que deve tentar arrancar o apoio de Salvaro para uma chapa com Esperidião Amin candidato a governador, duas vagas para o PSDB e a outra do próprio JPK. Salvaro não decide, mas seu voto pesa.

O JOGO
A leitura é que se garantir aliança com o PSDB e o DEM, Esperidião Amin estará inevitavelmente no segundo turno. Neste cenário a disputa tende se dar entre MDB e PP e os progressistas ligados a Amin creem que o apoio da chapa de Gelson Merísio viria “pro gravidade”. Aliás, há quem imagine que neste caso o apoio pode e dar ainda no primeiro turno. Esta é só uma versão e probabilidade.

HORA CERTA
O deputado federal Mauro Mariani já avisou os peemedebistas do Sul que só estará na região quando Eduardo Moreira lhe apresentar. Estrategicamente sinaliza que vai obedecer a geografia da liderança. Moreira deve ter todo interesse na eleição de Mariani. Caso contrário corre o risco de entregar a faixa paa Esperidião Amin ou Gelson Merísio, o que lhe seria indigesto.

AS VERSÕES
Enquanto o Governo do Estado anunciou ontem que estava antecipando o pagamento de 25 por cento do 13º salário, a oposição lembrava que após 11 anos, a administração estadual voltou a atrasar estes pagamentos. Isso porque a regra vinha sendo o pagamento de 50 por cento do valor sempre junto com o salário de junho. Agora, além pagar só no fim de julho, paga apenas “a metade da metade”.

CALENDÁRIO
Um dos últimos discursos de Raimundo Colombo ainda governador era sobre o orgulho de ter evitado que a crise comprometesse a folha de pagamento. Ele foi além, divulgou amplamente o que era o calendário de pagamentos até o fim do ano, incluindo a antecipação de metade do 13º salários. Colombo nunca atrasou salario. Por isso o saldo desta equação deve ser a responsabilização do PMDB pelo atraso.

PACOTAÇO
O prefeito Clesio Salvaro reúne-se nesta manhã com os 17 vereadores para apresentar um pacote de matérias que pretende ver aprovadas rapidamente. Entre elas está a agilização que evita qualquer dificuldade para o Estado retardar ou negar o cumprimento do acordo de assumir a gestão do Hospital Materno Infantil Santa Catarina.

CONSTITUINTES
Os ex-deputados federais constituintes Walmor De Lucca e Ruberval Piloto serão palestrantes do Congresso da Advocacia Sul Catarinense hoje em Nova Veneza. Até ontem estava prevista a presença do terceiro constituinte do Sul, o atual governador Eduardo Pinho Moreira, que cancelou a vida.

FUTEBOL
Hoje às 19h a Assembleia Legislativa realiza no auditório d Associação Empresarial de Criciúma sessão solene de homenagem aos 70 anos da Liga Atlética da Região Mineira. A entidade realizada o principal campeonato de futebol amador no Estado. A proposta foi do deputado Valmir Comin.

BASTIDORES
SINA PROGRESSISTA
O PP de Criciúma vem remando com dificuldades há tempos. Na eleição de 2008, quando era considerado em extinção, renasceu pela articulação do tucano Clésio Salvaro, que enxergou na sigla progressista o aliado que lhe desse os votos “do centro”. Veio a reeleição e o PP se afastou do tucano com a certeza que poderia andar com as próprias pernas. Afinal, não aceitaria submissão ao tucano. Mas o PP não conseguiu se reestabelecer. Agora vai de novo depender do tucanato. Recentemente o PP de Criciúma fez um evento para pré-lançar Esperidião Amin candidato a governador. Sabe agora que isso só vai acontecer se de novo tiver o aval do PSDB.

MILITAR Na reunião que o prefeito de Criciúma fará hoje com os vereadores, irá apresentar o projeto para a instalação da Escola Militar em Criciúma. Ela deve ficar localizada junto à Escola Estadual Heriberto Hülse, uma das cinco reivindicadas pelo município.

IGUAL A VOTO Quando começou a greve dos motoristas as manifestações de apoio se sucediam subscritas por várias entidades e os elogios se espalhavam pelas redes sociais. Passado pouco mais de um mês o que se ouve é ela foi a responsável pela queda na economia. Faz lembrar algumas campanhas eleitorais. Logo a ressaca bate.

ECO O que mais incomoda os progressistas do Sul do Estado é que o líder Esperidião Amin fala mais com Clésio Salvaro do que com eles que fizeram todo aquele movimento pró-candidatura a governador.

FRASE DO DIA
“Passamos os últimos meses elaborando uma série de projetos, entre eles este que prepara o município para facilitar ao Estado assumir o Hospital Materno Infantil Santa Catarina. Não vai ser por falta nossa que qualquer coisa deixe de acontecer".
Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma explicando como o município vai se antecipar ao Estado para garantir que não haja dificuldades para estadualizar o Hospital Materno Infantil Santa Catarina.

Coluna de Quinta-feira

access_time12/07/2018 00:02 personJoão Paulo Messer

JPK é coringa do jogo
O deputado federal João Paulo Kleinubing (DEM) é o coringa do jogo pré-eleitoral. Ele figura como provável dono de uma das quatro vagas da chapa majoritária tanto no cenário construído pelo MDB como na chapa liderada por Gelson Merísio e seus aliados. Se for com o MDB na cabeça de chapa e Napoleão Bernardes (PSD) de vice, JPK seria um dos dois candidatos ao Senado, restando a outra vaga para Paulo Bauer (PSDB). Neste caso o PSDB teria duas vagas. Já na composição articulada por Gelson Merísio como candidato a governador JPK seria o candidato a vice e as duas vagas para o Senado seriam ocupadas por Esperidião Amin (PP) e Raimundo Colombo (PSD). Se valer a segunda tese, o PSDB deve ter candidatura própria.

A HISTÓRIA
Quem conhece a história politica de Santa Catarina lembra confrontos do ex-governador Paulo Afonso Vieira (MDB), conhecido pelo famoso caso das letras, com o ex-governador Vilson Kleinubing, pai de JPK. Neste cenário há duas leituras. A primeira de JPK e Paulo Afonso juntos no palanque. A outra de JPK que pode tirar de Paulo Afonso vaga para o Senado, pois Afonso se inscreveu como pré-candidato à vaga.

COLIGAÇÕES I
Nos bastidores é forte a articulação dos candidatos a deputado pelas alianças, pois elas influenciam na eleição ou não. Uma boa composição pode garantir a votação de um candidato com menos votos de outros que faça bem mais votos, mas que fica fora por causa da aliança.

COLIGAÇÕES II
O PSDB é um destes grandes partido que busca compor de olho no potencial médio dos candidatos do coligado. Por exemplo, os candidatos a deputado estadual pelo PSDB estariam de olho numa composição co o MDB. Isso porque os tucanos têm três ou quatro nomes com potencial de 40 mil votos, enquanto o MDB deve ter vários com potencial menor.

GOVERNO ATRASADO
A Câmara de Vereadores de Criciúma aprovou nesta semana um pedido de explicações do Governo do Estado para o atraso no repasse de verbas para 35 obras. São projetos como o Parque do Imigrante, no Rio Maina que ficam inacabados porque o governo não cumpriu a promessa do repasse do dinheiro prometido. Faz tanto tempo que a promessa foi dos tempos do governador Raimundo Colombo a Márcio Búrigo.

SAIA JUSTA
No município quem paga o preço na demora do repasse deste dinheiro são os vereadores do MDB, já que a promessa foi feita com a presença deles na foto, pois na época o chamado “governador do Sul” era Eduardo Moreira, que agora é quem tem a caneta na mão para fazer esta liberação.

TOCA TROCA
A verba agora cobrada pelos vereadores de Criciúma foi prometida ao prefeito Márcio Búrigo, na época, quando ele decidiu apoiar a reeleição de Raimundo Colombo e Eduardo Moreira mesmo que o seu partido, PP, tinha o vice (Joares Ponticelli) na outra chapa. Até hoje o dinheiro não chegou.

DE PARABÉNS
O governador Eduardo Moreira completou 69 anos de idade ontem. Foi cumprimentado por familiares e amigos na Casa da Agronômica logo cedo. No seu discurso ele relembrou um pouco do muito que viveu nestes tempos, especialmente no governo, como alguns fatos pitorescos de bastidores. Num neles a porta do avião e abriu em pleno voo. O presente foi um vídeo relembrando a sua trajetória.

BASTIDORES
Preso, mas com mandato
O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu arquivar, ontem, o processo com pedido de cassação do mandato do deputado federal João Rodrigues (PSD). O processo é considerado a primeira grande vitória do parlamentar, que reforçou o discurso de que deve reverter, nos próximos dias, a condenação que o obriga a dormir na Penitenciaria da Papuda em Brasília, todos os dias. Logo após a absolvição pelos colegas parlamentares o deputado fez uma manifestação na sua página do facebook, onde deixou transparecer que deve disputar mais um mandato de deputado federal. Não foi taxativo em afirmar isso, mas mostrou-se animado.

SEM GREVE O prefeito Helio Cesa Alemão, de Siderópolis, dedicou boa parte do dia de ontem para conversar com os dirigentes do Sindicato dos Servidores Público Municipais sobre a situação financeira do município. Obteve no fim do dia a informação de que a categoria vai voltar a analisar nova proposta. Com isso suspendeu a greve marcada para hoje.

AI NÃO Frequentadores do Parque das Nações reage à abertura de um “barzinho” que vende bebida alcoólica. Entendem que naquele local este tipo de produto só deve ser vendido em ocasiões especiais. O medo é de que se crie no local um point da bebedeira.

LIXO Luiz Juventino Selva, assessor direto do prefeito Clésio Salvaro, é que está dedicado a analisar projetos que criem no município um programa eficiente de coleta do lixo. Uma das propostas sugere o envolvimento da comunidade escolar.

FRASE DO DIA
“Depois do dia 6 de fevereiro quando determinaram a minha prisão, hoje (ontem) tenho a alma lavada, pois a Câmara dos Deputados tinha um pedido para cassar o meu mandato, mas decidiram pelo arquivamento do processo. Isso lava a alma. Agora só falta a Justiça fazer justiça.”
João Rodrigues, deputado federal absolvido ontem pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Coluna de Quarta-feira

access_time11/07/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

LIDERANÇA POLÍTICA DO SUL
O discurso é de despedida do Sul no governo do Estado. Há um clima de lamentação, especialmente do MDB e de setores do segmento empresarial, leiam-se aqueles mais identificados com Eduardo Moreira. Alguns sugerem que a região vai necessitar de uma ou duas décadas para recuperar o espaço que ele ocupou nos últimos 16 anos. O presidente do Sindicato da Construção Civil, Olvacir Fontana, por exemplo, chegou a liderar um movimento que sugeria campanha suprapartidária pela manutenção de Moreira neste papel. Foi vencido. Teria perdido inclusive o buscado apoio do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB). Na oposição há quem considera que é tempo de trocar a liderança, como diz o presidente municipal do PP, Itamar da Silva: “acabou o tempo do Eduardo. Ele teve o seu tempo de fazer e fez pouco”.

CANDIDATOS
Para esta eleição existem dois nomes do Sul na lista dos “sulistas” para compor em alguma chapa majoritária. O nome do deputado federal Jorge Boeira (PP) já esteve mais próximo. Se o PSDB tiver chapa pura, como parece ficar cada dia mais evidente, é deputada federal Giovânia de Sá que pode ocupar este espaço.

SOU DO SUL
Entre todos os nomes que devem estar em chapa majoritária o melhor identificado com o Sul, embora seus vínculos não sejam diretos, é o do deputado João Paulo Kleinubing (DEM). Ele é o que se classifica hoje de político de chegada (de ponta). Ele reivindica, com fortes argumentos, que é representante do Sul, embora natural e residente em Blumenau. A família de JPK é de Criciúma.

PROPOSTA
Numa reunião realizada domingo em Florianópolis, com participação de representantes do PSD, DEM, PSB e PP, teria sido sugerida a composição de uma chapa com Gelson Merísio governador, João Paulo Kleinubing vice com Esperidião Amin e Raimundo Colombo para o Senado. JPK ouviu e saiu em silêncio.

VERTICALIZAÇÃO
O presidente estadual do PSD, deputado estadual Gelson Merísio esteve em Brasília ontem para tratar de amarras que podem influenciar na composição em Santa Catarina. Nestes dias “Brasília fica logo depois da ponte” para os líderes políticos. Tem que amarrar aqui e fechar o nó na capital federal, Caso contrário desata fácil.

MORRO ESTEVÃO
O resultado de audiência pública com a participação de cerca de mil pessoas na região de Morro Estevão em Criciúma, foi apresentada ontem à Agência Nacional de Energia Elétrica. Isso porque pelos processos naturais vasta área hoje atendida pela Cooperativa Coopera passaria a ser rede da Celesc a partir do dia 15 de outubro. Os consumidores não querem, pois pagaram cerca de 45 por cento mais cara a energia. A agência vai chamar Celesc e Coopera para negociar. Por enquanto nada está garantido.

CULPA DO SISTEMA
O setor de tecnologia que vem transformando os números da economia catarinense reclama a ausência do cumprimento de promessas assumidas pelo governador Eduardo Moreira. Trata-se da liberação de recursos já aprovados no programa Sinapse da Inovação. Só a região de Criciúma deixa e receber cerca de R$ 1 milhão. O argumento, como sempre, é a falta de dinheiro.

VALIDADE DA CARTA
A expressão da vez no vocabulário da política em Santa Catarina tem sido a tal “carta branca” que os lideres receberam dos seus partido para compor alianças. Eduardo Moreira desistiu e Mauro Mariani ganhou carta branca para atrair aliados. Paulo Bauer apresentou-se como candidato e ganhou carta branca do PSDB. A dúvida é sobre a validade da carta tucana dada à Bauer. Já tem gente reclamando que se a credencial não trouxer resultado prático deve mudar de mãos. Bauer tem dificuldades para atrair aliados, por dois motivos. Um é a oferta menos atraente que a dos concorrentes. A outra é uma delação premiada que poderia coloca-lo em risco. Se a coisa continuar como está, pode ser solicitada a devolução da “carta branca”.

CONCURSO O famoso projeto da “ajeitadinha” no concurso público municipal de Forquilhinha, como foi apelidado pela pequena oposição que o governo tem, foi aprovado com um voto do MDB (oposição) e um do PT. Isso tudo após outras três tentativas. Foi aprovado graças a eficiente estratégia montada pelo governo.

AFASTADO O presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma, Júlio Colombo voltou a se afastar para tratamento de saúde. Desde o início deste mandato (início do ano passado) ele enfrenta problema de diabetes. Agora fica fora por 15 dias. O vice-presidente Daniel Freitas assume a presidência. Plenário fica com 16 vereadores.

TECNOLOGIA Vale a pena buscar respostas sobre as razões pelas quais a região sul é a única do Estado a seguir sem o seu Centro de Inovação Tecnológica. O Estado construiu 11, sendo que Lages e Jaraguá do Sul já inauguraram os seus. O de Tubarão, que inicialmente não estava previsto, agora está quase pronto.

PÁRA NÉ O PT fazer disparos pesados contra a gestão do presidente Michel Temmer é o mesmo que o MDB de Santa Catarina dizer que nos últimos anos o Estado foi delapidado pela gestão de Raimundo Colombo. Um era sócio do outro. Um apresentou o outro à sociedade e andou com ele enquanto as circunstâncias lhe eram favoráveis.

COMPARAÇÃO É bem provável que o Centro de Inovação de Criciúma se transforme num destes projetos intermináveis como o Banco de Olhos que figura a mais de década como obra para ser concluída em breve.

PIADINHA Brasileiro perde dinheiro, mas não perde a chance de fazer piada. Perde a Copa do Mundo, mas não a chance de criar uma piada. A mais recente é que a seleção da Bélgica fez como os caminhoneiros: “pararam o Brasil para nada”.

FRASE DO DIA
“Hoje em dia a defesa dos direitos dos acusados não está num bom momento. O mesmo prestigio que se dá à acusação, deve ser dada à defesa do individuo. Se não for assim, não haverá estado de direito.”.
Paulo Brincas, presidente estadual da OAB, ontem durante inauguração de sala para advogados realizarem seu trabalho no Presídio Santa Augusta.

Coluna de Terça-feira

access_time10/07/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

AMIN PODE SER MOREIRA
Se o deputado Gelson Merísio (PSD) não figura na ponta de cima das pesquisas parece pouco preocupado com isso. Sua estratégia tem sido a da lei da sobrevivência, um dia de cada vez. A fase atual é a da definição de candidaturas. Pesquisa agora é mera pirotécnica comercial ou midiática. Estrategicamente as amarras são feitas internamente nos partidos. São os convencionais dos partidos que decidem quem serão os candidatos e não as pesquisas. Essa parece ser a aposta de Merísio. No MDB Mauro Mariani não jogou muito diferente. Desde sempre defendia prévias. Bateu o pé e Eduardo Moreira saiu do jogo antes de testar a sua capacidade interna no MDB, mesmo que nas pesquisas liderava bem. A situação de Merísio é parecida. Para Esperidião Amin não basta estar bem nas pesquisas, precisa ir por etapas e a da vez é a escolha interna. No caso dele com a agravante de que não basta vencer a prévia progressista. Precisa manter a aliança construída por Gelson Merísio. Amin poder ser Moreira em breve, ou seja, sair do jogo antes.

VOSSA VONTADE
Com cinco votos a quatro a Câmara de Vereadores de Forquilhinha aprovou ontem, após pelo menos outras quatro tentativas, um projeto que altera o rumo de vagas de concurso público. A oposição alega que a manobra está sendo feita para “pagar a conta” de pessoas ligadas ao governo que vão passar de cargo de confiança a servidores efetivos.

SÓ DISCURSO
A aprovação na Câmara de Vereadores de Forquilhinha, ontem, deve inclusive contribuir para tornar mais difícil derrubar a alteração no edital do concurso. O aso foi levado ao Ministério Público, mas o governo tem agora o aval da Câmara. Tudo indica que a manobra vai ficar apenas para o discurso da oposição.

CASA NOVA
Foi apresentada ontem a proposta de criação de um fundo específico para construção da nova sede da Câmara de Vereadores de Içara. Em Criciúma este fundo chegou a ser criado e mais tarde zerado com a devolução do dinheiro ao Executivo. Hoje em Criciúma Legislativo e Executivo seguem conversando para construir a nova sede.

SEGURANÇA
Ontem aconteceu mais uma rodada com discussão de tema que é prioridade na cidade. Desta vez o palestrante foi o coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, comandante geral da Polícia Militar em Santa Catarina. Não é de hoje que a Associação Empresarial de Criciúma está diretamente envolvida com a questão de segurança pública.

EXEMPLO
O GGI, Gabinete de Gestão Integrada, que nasceu por ocasião da reação da sociedade ao assassinato da médica Mirela Peruchi, em abril de 2015, é hoje eficiente mecanismo da organização social no combate à violência. Dele participam representantes de entidades com ativa participação no debate das prioridades da cidade. O GGI é mais um órgão abrigado sob o “guarda-chuva” da ACIC.

REPRESENTAÇÃO
Devemos creditar à direção da Associação Empresarial de Criciúma sucessivas mobilizações que garantiram atendimento de algumas prioridades da cidade. Caso mais recente ocorreu na semana passada, quando o próprio presidente da entidade, Moacir Dagostin, capitaneou busca de solução à instalação do Centro de Inovação Tecnológica do Governo do Estado em Criciúma. Não fosse aquela reação estaria tudo parado.

FALA MELHOR QUEM CALA
No ambiente local os petistas andam recolhidos. Nem a jogada ensaiada por alguns deputados com um desembargador do Rio Grande do Sul, neste fim de semana, tirou os petistas da região sul, da caserna. Individualmente é possível recolher o entendimento de que o mesmo ambiente que um dia lhes foi muito favorável, hoje se põem ao avesso. Nunca antes na história do movimento esquerdista do sul ele esteve tão acuado. Nas emissoras de rádio, por onde petistas ecoavam seus brados, quase nem aparecem mais, exceção à divulgação de alguns movimentos pontuais de campanha. Os petistas são avisados pelos radialistas que quando eles falam parecem provocar ainda mais a ira dos ouvintes. O silêncio agora é estratégico.

NO PODER Só ontem o PSD aumentou duas prefeituras na região sul do Estado, mesmo que seja de forma temporária. O prefeito Joares Ponticelli (PP) licenciou-se e assumiu o vice-prefeito Caio Tokarski (PSD). Em Maracajá o prefeito Arlindo Rocha licenciou-se e assumiu o presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Leandro (PSD).

LEVANTAMENT Um levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros de Santa Catarina apurou que no Estado há mais de 170 grandes edificações em situação de abandono no Estado. O relatório foi um pedido do Ministério Público e da Assembleia Legislativa depois que um prédio de 24 andares no Centro de São Paulo desandou em virtude de um incêndio, em 1º de maio.

ABANDONO Em Criciúma um prédio que causa preocupação por vários fatores, entre eles a rápida delapidação de um patrimônio de mais de R$ 10 milhões é o prédio comprado pela Unesc e que inicialmente foi projetado para ser um complexo educacional municipal.

ESCOLA Ontem na prefeitura de Criciúma foi discutida a transferência de mais uma escola do Estado para o município. Trata-se da Escola Estadual Luiz Lazarin, do Rio Maina. No local a prefeitura quer instalar uma creche. A escola tem poucos alunos.

JULGAMENTO Termina sexta-feira o prazo para conclusão do processo que analisa qual punição deve ser estabelecida aos diretores de três escolas municipais de Criciúma, que em maio concederam ponto facultativo contrariando determinação do prefeito.

TÁ BEM Uma das diretoras de escola municipal que está sendo jugada por comissão interna da prefeitura por ter dado ponto facultativo contrariando ordem do prefeito vai viajar à Tailândia ao lado da Secretária Municipal de Educação em agosto. Elas levarão os três alunos que se classificaram à Olimpíada Internacional de Matemática.

Coluna de Segunda-feira

access_time09/07/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

AMIN NÃO TEM O PP
Há pelo menos uma semana os bastidores da política no Sul – provavelmente em outras regiões também – tratam de uma verdade capaz de influenciar forte no incerto cenário eleitoral de Santa Catarina. Trata-se do real potencial eleitoral do PP. Não me refiro ao potencial eleitoral de Esperidião Amin, mas do PP. Não há um só progressista “da ativa” – exceto o deputado estadual João Amin – que não saiba que Esperidião Amin só tem o PP se for para ele próprio ser o candidato a governador. Ele pode usar aquela frase do ex-técico Zagalo: “vocês vão ter que me engolir”. Amin não tem a liderança de entregar a qualquer que seja o partido aliado o PP, para ocupar, por exemplo, vaga de vice ou para o Senado. Amin só dita regra se ele for o candidato a governador. E se for corre risco de ser abandonado por alguns. Não é de hoje que o PP sonha sobreviver sem Amin.

HORÁRIO DA CÂMARA
O resultado de uma consulta feita na própria pagina de internet da Câmara de Vereadores de Criciúma surpreendeu até os autores da proposta. O Legislativo quer saber o que as pessoas pensam sobre a mudança de horário das sessões das 19h antecipando para 17h, nas segundas e terças-feiras. A média é de 80 por cento à favor da mudança.

COMO A MAIORIA
Criciúma é uma das poucas cidades onde a Câmara de Vereadores faz as suas sessões à noite. A maioria das cidades com o porte de Criciúma realiza suas reuniões ordinárias a tarde. Além de economia, a Câmara permitiria aos vereadores participar de frequentes atividades externas. Econômica e tecnicamente a troca é boa. Resta saber da possibilidade da participação do cidadão nas sessões.

GREVE SUSPENSA
Nesta segunda-feira às 11h o prefeito Helio Ceesa Alemão volta a discutir nova proposta oferecida aos servidores do município, que haviam anunciado greve para hoje. O sindicato volta a analisar o cenário no final da tarde em nova assembleia. A nova proposta do governo contempla apenas os professores que ganham menos. Quem ganha mais de R$ 2 mil segue sem os 6,81 por cento do piso nacional.

SEGURANÇA
Hoje às 19h acontece mais uma rodada com discussão de tema que é prioridade na cidade. Desta vez o palestrante é o coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, comandante geral da Polícia Militar em Santa Catarina. Não é de hoje que a Associação Empresarial de Criciúma está diretamente envolvida com a questão de segurança pública.

EXEMPLO
O GGI, Gabinete de Gestão Integrada, que nasceu por ocasião da reação da sociedade ao assassinato da médica Mirela Peruchi, em abril de 2015, é hoje eficiente mecanismo da organização social no combate à violência. Dele participam representantes de entidades com ativa participação no debate das prioridades da cidade. O GGI é mais um órgão abrigado sob o “guarda-chuva” da ACIC.

REPRESENTAÇÃO
Devemos creditar à direção da Associação Empresarial de Criciúma sucessivas mobilizações que garantiram atendimento de algumas prioridades da cidade. Caso mais recente ocorreu na semana passada, quando o próprio presidente da entidade, Moacir Dagostin, capitaneou busca de solução à instalação do Centro de Inovação Tecnológica do Governo do Estado em Criciúma. Não fosse aquela reação estaria tudo parado.

DEMISSÕES
Pelo uma centena de trabalhadores uma empresa avícola instalada na chamada região agrícola – Verdinho e Morro Albino – foram demitidos pelo telefone, semana passada. A empresa local está em processo de recuperação judicial. Hoje haverá protesto no local.

Domingo de “preview”
O que ao cidadão comum fica parecendo como a grande trapalhada jurídica deste, domingo, o “solta e prende” Lula deve ser apenas a preliminar do que veremos na eleição deste ano. E os fatos não devem se restringir ao caso do presidenciável (ou presidiário), mas a vários outros candidatos. Não é a primeira vez – Criciúma conhece isso muito bem – que devemos ter alguns candidatos disputando as eleições com mandato de justiça expedido de forma liminar para manter alguns candidatos na disputa.

DESPEDIDA Foi sepultada ontem em Criciúma a dona Vita Barato, Idalina Silvestre Barato, de 89 anos, que era a viúva do minerador Fidelis Barato. Foi ela quem implantou um dos grandes projetos sociais da região, a Associação Anjos Mineiros, que atua junto à comunidade de Lauro Müller. Em Criciúma ela teve intensa participação em várias entidades.

TEMPORAL Ouve-se o barulho em todo o Estado. Trata-se da exoneração do Secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli. Ele foi substituído pelo coronel dos Bombeiros, João Batista Cordeiro Júnior. Tudo bem não fosse a substituição meramente política. Moratelli era um dos mais respeitados na sua área, mas foi exonerado porque não é do MDB, mas sim ligado a Gelson Merísio.

NA FESTA No sábado a Secretária de Educação de Criciúma, Roseli De Lucca Pizzolo casou sua filha. A comemoração teve a presença de um time de peso das lideranças políticas, entre elas o pré-candidato ao governo o senador Paulo Bauer (PSDB).

ESCOLA Hoje a tarde na prefeitura de Criciúma de ser encaminhada a transferência de mais uma escola do Estado para o município. Trata-se da Escola Estadual Luiz Lazarin, do Rio Maina. No local a prefeitura quer instalar uma creche. A escola tem poucos alunos.

JULGAMENTO Termina sexta-feira o prazo para conclusão do processo que analisa qual punição deve ser estabelecida aos diretores de três escolas municipais de Criciúma, que em maio concederam ponto facultativo contrariando determinação do prefeito.

Coluna do Fim de Semana

access_time07/07/2018 00:02 personJoão Paulo Messer

A Copa agora é a eleição
A eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo tem alguns efeitos imediatos. Ao setor produtivo significa que na próxima terça-feira, por exemplo, não haverá expediente nem produção diminuída. No ambiente de política significa que as conversas e definições que aconteceriam a partir do dia 16 (final da Copa do Mundo) podem ocorrer a partir desta segunda-feira, ou seja, são 10 dias mais de campanha e de tempo para negociar alianças. O próximo grande evento é no dia 7 de outubro e não é mais o próximo jogo da eleição brasileira. Não é mais o camisa 10 da seleção que interessa. Os números agora não são mais o 11 de Felipe Coutinho, mas de Esperidião Amin, o 15 não é mais Paulinho e sim Mauro Mariani, o 13 não é mais Marquinhos, mas Décio Lima e agora outros número são inseridos como o 25 de João Paulo Kleinubing, o 45 de Paulo Bauer e o 55 de Gelson Merísio.

FORA JÁ SIMONE
Depois de três tropeços – fatos denunciados na tribuna da Assembleia Legislativa pelo deputado estadual Luiz Fernando Cardoso – a Secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, faria melhor se aceitasse a sugestão do parlamentar e pedisse para sair. Sua condição de comandar a pasta está reduzida à nada na interpretação do emedebistas do Sul do Estado. Foram erros demais para pouco tempo. E quem reclama não é a oposição.

SOGRA ATRAPALHA
Os erros cometidos pela Secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, e que em parte foram corrigidos por interferências pontuais do próprio governador Eduardo Moreira, como o caso da revisão das decisões sobres os CEDUP`s, são o suficiente para ela mostrar o quanto é atrapalhada e pode prejudicar o seu genro, Mauro Mariani, que é pré-candidato a governador.

SUBSTITUIÇÃO
Se forem consultados líderes do MDB do Sul do Estado tem na mão a solução que resolve o problema que a atrapalhada nova Secretária está criando. Basta exonera-la e manter o atual Secretário-Adjunto, Gildo Volpatto que assumiria a função. Emedebistas do Sul apenas esperam que ela se por conta do tamanho do estrago que ela vai provocar na candidatura do genro, se insistir e continuar no cargo.

AGIU RÁPIDO
Deve se creditar na conta do presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin, a mobilização que pode ter revertido um enorme prejuízo que a região sofreria. Foi quando ele provocou a reação em favor da liberação imediata do dinheiro da primeira etapa do Centro de Inovação construído pelo Estado.

ARARANGUA
As comissões provisórias do partido de Jair Bolsonaro, o PSL, assumem neste sábado em ato que ocorre no auditório do Center Shopping, em Araranguá; Representando o presidenciável Jair Bolsonaro, o líder estadual e pré-candidato ao Senado, Lucas Esmeraldino, presidirá o ato político que inicia às 10h. Além da posse o evento será marcado pelo lançamento das pré-candidaturas a deputado estadual e federal.

TUBARÃO
Neste fim de semana o prefeito de Tubarão Joares Ponticelli viaja com o filho Murilo para um período de 18 dias de férias, recesso autorizado pela Câmara de Vereadores. Sempre nessa época Joares se desliga do trabalho para dar atenção exclusiva ao filho. O vice-prefeito Caio Tokarski fica no comando da Cidade Azul neste período.

Não mexa no trânsito
A audiência pública realizada pela Câmara de Vereadores na última quarta-feira segue gerando desdobramentos. Um deles é a determinação que chegou a órgão municipal de trânsito (DTT) nesta sexta-feira pela manha. O diretor Gustavo Medeiros repassou à equipe técnica que recebeu do gabinete do peefeito Clésio Salvaro a determinação de que qualquer mudança no trânsito seja imediatamente suspensa. O entendimento é que este tipo de medida, mesmo que acompanhado de obras, só trás prejuízo político. Os impactados estariam preocupados apenas com o impacto imediato que recebem. Politicamente melhor não mexer.

SONOLENTA A mesma Câmara de Vereadores que nesta semana comandou importante audiência pública para evitar alterações no trânsito no bairro Pio Correa é a Câmara que aprovou – não há muito – o projeto com as mudanças agora contestadas.

CASAMENTO O senador Paulo Bauer, pré-candidato a governador pelo PSDB estará em Criciúma, neste sábado, para uma agenda social. Nem por isso vai escapar da agenda política. Ele é convidado do casamento da filha da Secretária de Estado da Educação, Roseli De Lucca Pizzollo.

VISITA Antes de ir à solenidade de casamento o senador Paulo Bauer (PSDB) vai visitar a Unidade de Pronto Atendimento Dr Antônio Althoff, recentemente inaugurada. Será levado pelo prefeito Clésio Salvaro (PSDB).

RETORNO A palestra do prefeito de Joinville em Criciúma nesta semana foi uma das medidas com maior repercussão imediata dos últimos anos. Questões como a necessidade de dar atenção à questão de tecnologia criou mobilização nas autoridades locais a ponto de dois dias depois estar resolvido o problema d atraso na obra do Centro de Inovação.

NA PALESTR O recado duro e direto dado pelo prefeito Udo Döhler, durante palestra em Criciúma segunda-feira à noite, foi ouvido ao mesmo tempo pelo prefeito Clésio Salvaro, o presidente da ACIC, Moacir Dagostin e a reitora da Unesc, Luciane Ceretta. Os três iniciaram mobilização pelo Centro de Inovação um dia depois.

ATRAPALHA A brincadeira é que a atual Secretária de Estado da Educação Simone Schramm é ruim assim para a política do MDB porque além de sogra ela é madrasta, combinação de fatores que enriquecem piadinhas de mau humor. Ela é madrasta da esposa de Mauro Mariani.

SEGUE VAMPIRO O deputado estadual Luiz Fernando Cardoso, Vampiro (MDB), sugeriu nesta semana que depois de errar tanto a Secretária de Estado da Educação pedisse para sair. O parlamentar foi muito elogiado por sua atitude. Não poupou a autoridade do próprio partido.


FRASE DO DIA
“Estamos trabalhando no planejamento estratégico e desenvolvimento econômico da região e queremos reunir toda a sociedade. Por isso precisamos buscar o envolvimento de todos para o crescimento da região”.
Valcir Zanette, dirigente da ACIC ao justificar ida a Ministério Púbico do Trabalho para apresentar a preocupação em relação ao desenvolvimento da região.

Coluna de Sexta-feira

access_time06/07/2018 00:02 personJoão Paulo Messer

REFLEXOS DA AUDIÊNCIA
Óbvio que esta é uma leitura externa que não considera as reivindicações ou interesses do bairro, mas sim os reflexos das escolhas feitas. São constatações recolhidas a partir do eco que a audiência pública de quarta-feira à noite provocou. Há pelo menos dois fatores evidentes: o primeiro é que as escolas que funcionam no bairro Pio Correa não podem ter aprovado qualquer pedido de aumento que impacte na geração de maior demanda no fluxo de veículos na área. A outra é que empreendimentos a serem instalados naquela região, bem como qualquer verticalização, igualmente não podem ser autorizados. Isso vale para o Hospital São José. Assim como a cada ação existe uma reação, cada escolha exige uma ou mais renúncias.

ASSUNTO ENCERRADO
A comunidade do bairro Pio Correa reagiu rápido, organizou-se bem e obteve quase que instantaneamente a garantia de que as mudanças projetadas pela prefeitura naquela região não irão mais ocorrer. Ontem o prefeito foi categórico: “assunto vencido. Página virada. A comunidade não quer e ponto final”.

TOMEM O EXEMPLO
A audiência pública no bairro Pio Correa foi tão bem organizada e teve tanta repercussão que provocou reações. Algumas comunidades argumentaram que o pleito daquele bairro foi atendido imediatamente por que se trata de um bairro da elite social. Equivoco. O sucesso se deve à forma organizada como a reação foi feita.

REVER
Item aprovados na audiência pública no bairro Pio Correa merece reflexão em favor do coletivo. Trata-se do pedido para reabertura do retorno do corte na avenida Centenário. O fim daquele retorno beneficia 96 de cada 100 motoristas, segundo levantamento do departamento de trânsito. Ou seja, só quatro de cada 100 são beneficiados com aquele retardo no fluxo da principal avenida da cidade. Portanto, reabri-lo é beneficiar a minoria em detrimento da maioria.

DEU PEPINO
O suplente de deputado federal Edinho Bez plantou moranguinho, nasceu pepino e tem gente querendo manda-lo plantar batata. Ao atender pedido de parte do setor da agricultura criou um problema. Apresentou lei que deveria dar segurança aos produtores na hora da venda dos produtos orgânicos, mas o resultado foi outro. A lei autoriza só produtores à comercialização e proíbe estabelecimentos comerciais a fazê-lo. Alguns entendem que não, mas o atravessador e necessário.

PARCERIA
De novo o jornal Diário de Notícias e a Rádio Eldorado assinaram projeto de parceria para atuar em conjunto na campanha de apoio a divulgação da APAE Criciúma, que comemora os seus 50 anos. O resultado disse será observado no nas ações do jornal e na programação da emissora.

ADVOGADOS
Foi eleito ontem novo presidente do Conselho de Procuradores dos Municípios da Região Carbonífera o advogado da prefeitura de Nova Veneza, Ricardo Melo Filho.

BASTIDORES
FORA SIMONE
A primeira queda no time dos recém-empossados Secretários de Estado do time de Eduardo Moreira pode ser Simone Schramm, da Educação. Nos últimos dias ela voltou a se envolver em polêmica. Uma primeira vez foi em virtude de medidas adotadas com a retirada de assessores de direção de escolas. Depois foi quando – teria contratado e voltado atrás – contratou o Instituto Ulisses Guimarães do MDB para proferir palestras de oratória em escolas estaduais. Agora ao fechar o segundo semestre das escolas profissionalizantes (Cedup) ela jogou para o governador Eduardo Moreira enorme prejuízo politico. A insatisfação do governador ficou expressa por Moreira em conversa com o deputado Luiz Fernando Cardoso, que disse isso em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, quarta-feira. Durante a sua fala sugeriu que a Secretária deve pedir para sair. Professores que estavam no local logo puxaram o coro de “fora Simone, fora Simone...”.

É A SOGRA Simone Schramm é a madrasta da mulher do pré-candidato a governador pelo MDB, Mauro Mariani.

MARACAJÁ O presidente da Câmara de Vereadores de Maracaja, Geraldo Leandro (PSD) assume a prefeitura por dez dias a partir de hoje. O prefeito Arlindo Rocha(PSDB) e o vice-prefeito Ademir de Oliveira (PP) se licenciam com o propósito de oportunizar ao vereador a experiência de prefeito. A posse ocorre nesta sexta-feira 8h30min.

PORÉM Mais uma vez foi adiada a decisão sobre os cortes no orçamento para aplicação em rodovias federais em Santa Catarina. Entre as obras possivelmente afetadas está o término da serra da Rocinha em Timbé do Sul.

EMEDEBEZADA Donos dos principais cargos do MDB nos 45 municípios do Sul do Estado foram recebidos quarta-feira à noite pelo governador Eduardo Moreia na casa da Agronômica. Foi a reunião com orientações sobre o direcionamento da campanha. Quase por unanimidade este grupo desejava Moreira candidato. Terão que apoiar Mauro Mariani.

CÂMARA Balanço divulgado pela Câmara de Vereadores de Criciúma mostra quem apesar da inflação e crescimento na arrecadação, o Poder Legislativo gastou 3,25 por cento a menos no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2018. Gastou no período R$ 300 mil menos que no ano passado.

RECICLAGEM O prefeito Clesio Salvaro foi pessoalmente à Itajaí, nesta semana, conhecer um projeto de reciclagem de lixo. Voltou anunciando que terá cerca de R$ 1,5 milhão para aplicar num modelo de fato eficiente em Criciúma. O antigo era considerado ineficiente.


FRASE DO DIA
“...A Secretária (de Educação) que ai está, pela segunda vez teve encaminhamento na minha opinião equivocado... Do jeito que anda a secretária, sinceramente, ela é do meu partido, mas tem que pedir pra sair”.
Luiz Fernando Cardoso, deputado do MDB, atirando pesado contra a Secretária de Estado da Educação durante sessão da Assembleia Legislativa, nesta semana.

Coluna de Quinta-feira

access_time05/07/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

ELEIÇÃO DE CINCO CANDIDATOS
A tese tucana de candidatura própria leva em conta a possibilidade da eleição para governador ter cinco candidatos: Paulo Bauer (PSDB), Mauro Mariani (MDB), Esperidião Amin (PP) e Gelson Merísio (PSD) e Décio Lima (PT) além dos chamados partidos “nanicos”. Se for assim a noiva a ser assediada seria João Paulo Kleinubing (DEM). Quem o levar leva significativo tempo de televisão e por consequência soma muito, a ponto de considerar um peso que pode desequilibrar o jogo. Esta seria uma eleição de dois turnos. Os tucanos que pensam assim admitem torcer por isso, mas sabem que dificilmente o PP iria bancar chapa pura.

PISO E TETO
Na teoria dos cinco partidos encontra-se motivação ou determinação em quatro deles. Motivação no MDB, no PT, no PSDB e determinação no PSD. Apesar da toda ruidosa pré-campanha eleitoral no PP há gente suficiente com dúvidas sobre a possibilidade de o partido bancar uma candidatura própria. Assim como tem pios alto (votos fiéis) o partido tem teto próximo (dificuldade para agregar voto aos fiéis).

SEGUNDO TURNO
Se a eleição de governador em Santa Catarina for para o segundo turno, como tudo indica irá, existem algumas combinações prévias. É o caso de PP e PSD que não descolam. Essa mesma segurança não há em relação ao PSDB e o DEM que podem estar tanto com PP e PSD como pode fechar com o MDB. A eleição à presidência da república terá peso nestas definições.

PIO CORREA
Ao contrário do chegou a ser informado pela própria prefeitura, há sim um projeto para desviar o trânsito por dentro do bairro Pio Correa. Esta foi uma das revelações feitas ontem à noite em audiência pública provocada pela comunidade supostamente afetada. O governo dava a entender que não tinha projeto, nem dinheiro disponível. Perante a comunidade o discurso admitiu o projeto.

DINHEIRO
A Secretária de Obras da prefeitura levou à audiência pública, ontem, o recado de que há verba federal de R$ 1,5 milhão, mas que se a comunidade se opuser o dinheiro será devolvido e o terreno comprado por indenização será vendido.

MORRO DA FUMAÇA
Morro da Fumaça divulgou números que revelam gestão enxuta. A divulgação em massa foi feita para contrapor fake newes. Segundo a nota da prefeitura a administração ocupa apenas 50 dos 128 cargos comissionados existentes. Estes números estão no portal de transparência. Quem saiu em defesa do que chama de “a verdade” foi o vice-prefeito Eduardo Guollo, que também responde pela Secretaria do Sistema Econômico.

DEU PEPINO
O suplente de deputado federal Edinho Bez se envolveu em enorme confusão. Ao atender pedido de parte do setor da agricultura familiar criou um problema. Apresentou uma lei que deveria dar segurança aos produtores na hora da venda dos produtos orgânicos, mas o resultado piorou as coisas. A lei autoriza só produtores a comercialização e proíbe estabelecimentos comerciais a fazê-lo. Alguns entendem que não, mas o atravessador e necessário.

PARCERIA
De novo o jornal Diário de Notícias e a Rádio Eldorado assinaram projeto de parceria para atuar em conjunto na campanha de apoio a divulgação da APAE Criciúma, que comemora os seus 50 anos. O resultado disse será observado no nas ações do jornal e na programação da emissora.

CENTRO DE INOVAÇÃO
Um dia após se reunirem na prefeitura, representante o poder Executivo, da Unesc e da Associação Empresarial de Criciúma estiveram ontem na capital para esclarecer sobre riscos da região ficar sem o Centro de Inovação Tecnológica. Há duas semanas o governador Eduardo Moreira chegou a falar em destinação de R$ 9 milhões para a primeira etapa, só depois se descobriu que nem convênio o governo do Estado havia feito. Após reunião na sede da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico ficaram acertados detalhes para que o governador anuncie agora sim o que de fato há.

PEGA MAL O governador está se vendo na obrigação de anunciar cancelamentos de recursos um atrás do outro. A medida que os dias passam, descobre que não há mais dinheiro. No caso do Centro de Inovação de Criciúma não tem como não fazê-lo, pois a sua região – Sul – é a única que ainda não em o seu.

GANHO O Congresso Nacional derrubou ontem o veto da presidência da república ao projeto que federaliza a ligação entre Bom Jesus (RS) e Bom Retiro (SC) – estrada da neve. Santa Catarina ganhou.

PORÉM Mais uma vez foi adiada a decisão sobre os cortes no orçamento para aplicação em rodovias federais em Santa Catarina. Entre as obras possivelmente afetadas está o término da serra da Rocinha em Timbé do Sul.

EMEDEBEZADA Donos dos principais cargos do MDB nos 45 municípios do Sul do Estado foram recebidos ontem pelo governador Eduardo Moreia na casa da Agronômica. Foi a reunião com orientações sobre o direcionamento da campanha. Quase por unanimidade este grupo desejava Moreira candidato. Terão que apoiar Mauro Mariani.

CÂMARA Balanço divulgado pela Câmara de Vereadores de Criciúma mostra quem apesar da inflação e crescimento na arrecadação, o Poder Legislativo gastou 3,25 por cento a menos no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2018. Gastou no período R$ 300 mil menos que no ano passado.

RECICLAGEM O prefeito Clesio Salvaro foi pessoalmente à Itajaí, ontem, conhecer um projeto de reciclagem de lixo. Voltou anunciando que terá cerca de R$ 1,5 milhão para aplicar num modelo de fato eficiente em Criciúma. O antigo era considerado ineficiente.

FRASE DO DIA
“Eu queria sair do partido para manter a minha independência, mas não terei problema nenhum em me orientar conforme as determinações do partido. Nem por isso vou deixar de fazer o meu trabalho.”
Júlio Kaminski, vereador que tentou sair do PSDB, mas foi impedido pela Justiça Eleitoral. Parece absorver a derrota no tribunal e trabalhar para voltar de onde não saiu.

Coluna de Quarta-feira

access_time04/07/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

DERROTA AJUDA KAMINSKI
Por unanimidade o Tribunal Regional Eleitoral negou ao vereador Júlio Kaminski a possibilidade de sair do PSDB sem perder a vaga de vereador. Ele argumentava ter ido enquadrado pelo partido em votação na Câmara e sentiu-se coagido. O argumentou não foi aceito e se ele sair do partido perde a vaga de vereador. Isso significa que ele não deve sair. A verdade é que as circunstâncias ajudam Kaminski. Neste período sua relação com o PSDB melhorou e o partido tem cenário teoricamente favorável na próximas eleições. Pelo menos se comparado com o MDB para onde pretendia migrar. Isso porque o MDB deve entrar em fase mais difícil depois que Eduardo Moreira descartou disputar a eleição para governador. Afora isso ele já teria percebido que no time do MDB o desejo dos já vereadores é reforçar o time, mas preferencialmente por candidatos com potencial inferior a mil votos. Kamnski poderia ser ameaça aos já eleitos. É do jogo, ele teria dificuldades na nova siga. Agora terá que reatar relações com o comando do PSDB. Isso parece não ser difícil, pois logo após o julgamento recebeu um amistoso telefonema do prefeito Clesio Salvaro, líder maior do partido.

AÇÃO SOCIAL
O deputado Cleiton Salvaro se encontrou com Murilo Flores para avaliar projeto encaminhado à época que ele era Secretário de Estado de Planejamento e atendeu pleito do parlamentar viabilizando 32 veículos Ford Ká Sedan que agora serão entregues a 32 cidades de Santa Catarina. Os veículos serão utilizados nas Secretarias de Assistência Social dos municípios. A entrega será na próxima segunda feira.

CORTANDO EDUCAÇÃO
As escolas públicas profissionalizantes bancadas pelo Estado se mobilizam para uma assembleia hoje defronte o prédio da Secretaria de Educação em Florianópolis. A reação de indignação é grande. Para economizar com o corte de dois mil professores o governo cortou as turmas do segundo semestre do ano, dividindo ao meio a capacidade de formação profissionalizante das escolas públicas.

MOBILIZAÇÃO
Ontem à noite os alunos do Cedup Criciúma estiveram na Câmara de Vereadores levando o protesto e buscando aliados. A tarde uma comissão esteve no Ministério Público denunciando o descaso com a Educação.

UBER AVANÇA
Começou a valer ontem novo modelo de remuneração dos motoristas chamados parceiros Uber. Anes eles ficavam com 75 por cento da corrida e o Uber ficava com 25 por cento. Agora o cálculo é pelo tempo e percurso feito pelo motorista. Isso faz com que em cidades como Criciúma, onde os deslocamentos são mais curtos o ganho dos motoristas será bem menor.

PEGADINHA
Os parceiros Uber entendem que o aplicativo está usando este mecanismo porque agora já existe uma rede de pessoas que se dedica ao serviço, ou seja, a medida que a rede cresce eles diminuem os ganhos dos prestadores de serviço.

ELA VEM AI
O PT de Santa Catarina está construindo a chapa para as eleições e já tem candidato a governador (Décio Lima) e dois nomes para o Senado. Já está certo o nome do desembargador aposentado Lédio Rosa. Falta confirmar o nome da ex-senador Ideli Salvatti. Particularmente ela estaria resistindo, mas o partido deve fazer apelo à veia militante da petista.

BASTIDORES
Elogio ao governo Salvaro
O prefeito Clésio Salvaro é muito estratégico. Não é de hoje que sua inteligência na área do marketing deixa muito marqueteiro para trás. Nesta semana ele teve mais uma iniciativa que ele garante não tinha esta intenção, mas lhe foi muito eficiente. Segunda-feira, antes que o prefeito de Joinville, Udo Döhler, fizesse palestra na ACIC, passou pela prefeitura. Lá conheceu uma enxurrada de ações positivas do governo de Salvaro. Inevitável que na palestra a cada cinco minutos Udo citasse, como modelo de gestão, alguma prática local. Citou: “o IPTU aqui é absurdamente barato”, para alegria do prefeito e protestos da plateia.

COM MORAL O novo presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin, mostra prestigio em meio às lideranças de Criciúma. Nesta semana a nata das chamadas forças do desenvolvimento prestigiou evento na entidade.

SOMA FORÇAS O evento palestra de Udo Döhler, nesta semana em Criciúma, teve forte influência da CDL e da associação dos prefeitos da região. O mérito da ACIC está em dividir estas iniciativas, sem a preocupação do holofote exclusivo.

BEM RECEBIDO Udo Döhler saiu de Criciúma bem depois do que previa a sua agenda e muito feliz com o que vu. Além da palestra na ACIC e visita à prefeitura, segunda-feira, ontem de manhã visitou a mãe do atual presidente da Associação Empresarial de Joinville, João Martinelli na localidade de São Martinho Alto. Ele foi ainda ao escritório do empresário Henrique Salvaro para cumprimenta-lo.

EM RECUPERAÇÃO No fim de semana o deputado Leonel Pavan gravou um vídeo de aproximadamente um minuto onde mostra sua boa recuperação. Aparentemente não houve sequelas, mas ele fala pausado e parece buscar a palavra ideal. Parece com o raciocínio bem mais lento.

FÉ NO TACO O deputado Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB tem se demonstrado defensor de chapa pura nas eleições. Parece confiante na sua própria candidatura ao Senado. Isso porque se o PSDB for sozinho terá duas vagas ao Senado. Uma é de Napoleão Bernardes, a outra de Vieira.

LEITURA Os emedebistas apostam que em duas semanas o pré-candidato a governador Mauro Mariani deve dobrar os seus números na pesquisa. Este número deve dobrar de novo depois que forem feitos eventos do MDB por todo o Estado. É o que profetizam os pensadores emedebistas.

NA COPA Na capital o prefeito Gean Loureiro não perde tempo com os jogos da Copa do Mundo. A cada jogo visita um bairro onde instalam telão e a equipe de governo assiste aos jogos. Segunda-feira levou o Ministro do Turismo, Vinicius Lummert, para ver o jogo num telão no bairro Tapera.

DESPEDIDA Foi cremada ontem a mãe da ex-prefeita de Florianópolis, Ângela Amin. Petrolina Narta Schmitt Heinze, de 97 anos de idade, faleceu segunda-feira em Indaial.

FRASE DO DIA
“Temos que ter a humildade de copiar coisas positivas e a determinação de nunca parar de perseguir os nossos objetivos ”.
Moacir Dagostin, presidente da ACIC comentando a palestra do prefeito de Joinville, Udo Döhler.

Coluna de Terça-feira

access_time03/07/2018 05:55 personJoão Paulo Messer

Udo abre
O prefeito Udo Döhler, de Joinville palestrou ontem à noite para uma palestra seleta na sede da ACIC. O evento promovido pela ACIC em parceria com a CDL e a AMREC pretende trazer experiências como a da maior cidade do Estado para discutir o desenvolvimento regional. Chamou atenção a ponto de ser notado pelo palestrante a presença feminina. Mulheres que ocupam cargos estratégicos como a reitoria da Unesc ou no setor empresarial como a Câmara da Mulher Empresária. A intenção é repetir palestras como esta com prefeitos de outras cidades para depois buscar a expertise de outros setores da gestão pública e privada. O evento foi bem prestigiado.

MINORIAS
Dos aspectos abordados pelo prefeito Udo Döher chamou atenção à forma como falou do tratamento das pessoas que participam diretamente da gestão. Usou a expressão “empoderamento” dos agentes públicos para contrapor grupos minoritários que instalam suas pautas em detrimento do interesse maior da sociedade. Insistiu na necessidade de contrapor os chamados grupos minoritários.

PARA DESENVOLVER
Para explicar o desenvolvimento de Joinville não disse novidade, pois apontou a inovação, foco de várias cidades, inclusive o Sul. Na cidade de Udo Döhler, entretanto, existe programa específico como o “Join.Vale”, que cria uma amplo espectro de incentivos ao setor.

MOBILIDADE
Na fala de Udo Döhler acentua-se como ele trata da mobilidade, fator de governo que ele classifica em igual importância à saúde e educação. E justifica, que sem mobilidade não há desenvolvimento acelerado que por extensão não dá ao cidadão acesso à saúde e educação.

TENSAO NO BAIRRO
Moradores de um dos bairros mais valorizados da cidade – Pio Correa – estão articulados para uma audiência pública proposta pelo vereador Zairo Casagrande. Vão discutir a mobilidade naquela região. Será amanhã às 19h30min no auditório d Colégio Marista. A discussão é sobre o projeto de um binário, cuja saída de Criciúma para Cocal do Sul sugere passar pela rua Antônio De Luca, em frente ao Colégio Marista.

SEM ESTACIONAMENTO
Os dos impactos da modificação proposta pela prefeitura de Criciúma, na mudança de trânsito na região do bairro Pio Correa, é o fim do estacionamento na rua Antônio De Luca. Há outros fatore como o que transforma a rua na frente do Colégio Marista de movimento intenso, obrigando, por exemplo, a escola mudar para o lado oposto do atual o portão de acesso.

Pára o Pacto de SC
Primeiro foi o Fundam II que não aconteceu como previa o governador Raimundo Colombo. Agora o risco é às obras do Pacto por SC. Ontem o governo do Estado anunciou que o programa corre o risco de parar, pois o recurso é proveniente de operações de crédito já contratadas, não dependendo da arrecadação do Estado. Seguem as obras que tem recursos já em caixa, aguardando a execução das obras para que sejam efetuados os pagamentos.

CICERONES O prefeito de Joinville, Udo Döhler, foi acompanhado dos deputados federal Ronaldo Benedet e estadual Luiz Fernando Cardoso, que assim como ele são do MDB.

ANTES O prefeito Clesio Salvaro aproveitou a presença de Udo Döhler na cidade e fez uma demorada conversa com ele na prefeitura. Virou uma reunião, como citou o próprio visitante durante sua palestra.

CITADO Afora os ganhos que teve na troca de experiência com o prefeito de Joinville, Clésio Salvaro aproveitou para “vender o peixe” da sua gestão, pois durante a palestra Udo usou inúmeras vezes exemplos da boa pratica gestão de Criciúma para ilustrar a sua fala.

PROTESTO A comunidade Cedup vai passear até a frente do Ministério Pública hoje. Protestam contra a proposta do governo de fechar as matriculas do meio do ano. Assim não abrem novas turmas, como sempre aconteceu, no meio do ano. O temor é de que este é o começo do fim dos Cedup´s.

EM RECUPERAÇÃO No fim de semana o deputado Leonel Pavan gravou um vídeo de aproximadamente um minuto onde mostra sua boa recuperação. Aparentemente não houve sequelas, mas ele fala pausado e parece buscar a palavra ideal. Parece com o raciocínio bem mais lento.

FÉ NO TACO O deputado Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB tem se demonstrado defensor de chapa pura nas eleições. Parece confiante na sua própria candidatura ao Senado. Isso porque se o PSDB for sozinho terá duas vagas ao Senado. Uma é de Napoleão Bernardes, a outra de Vieira.

LEITURA Os emedebistas apostam que em duas semanas o pré-candidato a governador Mauro Mariani deve dobrar os seus números na pesquisa. Este número deve dobrar de novo depois que forem feitos eventos do MDB por todo o Estado. É o que profetizam os pensadores emedebistas.

NA COPA Na capital o prefeito Gean Loureiro não perdeu tempo com os jogos da Copa do Mundo. A cada jogo visita um bairro onde instalam telão e a equipe de governo assiste aos jogos. Ontem ele levou o Ministro do Turismo, Vinicius Lummert, para ver o jogo num telão no bairro Tapera.

FALECEU Petrolina Narta Schmitt Heinze, de 97 anos de idade, faleceu ontem em Indaial. Ela é mãe da ex-prefeita da capital Angela Amin. O será cremado hoje.

FRASE DO DIA
“Não existe desenvolvimento social, sem desenvolvimento econômico. Ninguem chega a um posto de saúde se a mobilidade não tiver chegado antes”.
Udo Döhler, prefeito de Joinille, durante palestra ontem à noite na ACIC.